A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

09/02/2017 12:50

Com reforma, Assembleia vai readequar uso do ponto eletrônico

Casa de Leis terá três jornadas de trabalho dos servidores

Leonardo Rocha
Servidores já utilizam ponto eletrônico, que fica no saguão da Assembleia (Foto: Mayara Bueno)Servidores já utilizam ponto eletrônico, que fica no saguão da Assembleia (Foto: Mayara Bueno)

Com a realização da reforma administrativa, a Assembleia Legislativa terá que readequar o ponto eletrônico, que já está a disposição aos servidores, para atender três jornadas de trabalho, nos períodos da manhã e tarde, além de horários especiais. "Neste início está com alguns problemas, mas será eficiente assim que houver esta nova estrutura", disse Junior Mochi (PMDB).

O presidente da Assembleia também adiantou que haverá uma exoneração geral dos servidores comissionados, para depois haver a recomposição, já na nova estrutura (administrativa), que tem a intenção de reduzir em 25% os cargos comissionados, e diminuir de 52 nomenclaturas para apenas 10.

"Também pretendemos vincular o salário dos diretores com os subsídios dos deputados estaduais, ou seja, quando houver aumento e reajuste de um, interfere no outro", explicou ele. Sobre o ponto eletrônico ponderou que ainda existem ajustes a serem feitos, mas que a intenção é deixá-lo organizado e preparado, para depois que a reforma ser efetivada.

Mochi já adiantou que a intenção da Assembleia é conseguir com estas mudanças, uma economia mensal de R$ 300 mil, chegando ao patamar de R$ 4 milhões no ano. O 1° secretário da Casa de Leis, o deputado Zé Teixeira (DEM), ponderou que o legislativo vai funcionar "apenas com que precisa", tendo um trabalho mais técnico, além de ser uma instituição política.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions