ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  02    CAMPO GRANDE 15º

Política

Assembleia Legislativa aprova 10% de vagas da Uems para estudantes de MS

Projeto tem a intenção de garantir vagas a estudantes que moram por pelo menos 10 anos no Estado

Por Leonardo Rocha | 21/05/2020 11:05
Sede da Uems, em Dourados (Foto: Divulgação)
Sede da Uems, em Dourados (Foto: Divulgação)

Os deputados aprovaram, em primeira votação, o projeto que concede 10% de vagas na Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) a estudantes que residem por pelo menos 10 anos em Mato Grosso do Sul. Esta reserva será para os cursos de graduação da instituição.

A proposta ainda estabelece que esta cota seja para vagas de acadêmicos selecionados por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), Processo Seletivo da Uems e até transferências externas (estudantes). Caberá a Secretaria Estadual de Educação acompanhar e avaliação a aplicação deste programa.

Também fica definido que as vagas destinadas aos candidatos indígenas ou negros que não forem preenchidas nos cursos (graduação), serão destinadas para estudantes regionais. A proposta agora segue para segunda votação, antes de seguir para sanção do governo.

Motivos - “O programa de reserva de vagas busca a garantia que um maior número de profissionais formados pela UEMS permaneça em nosso Estado e exerçam aqui as suas atividades, beneficiando, assim, a população sul-mato-grossense nas mais diversas áreas”, justificou o autor, o deputado Paulo Corrêa (PSDB).

O autor justifica que muitos acadêmicos migram para o Estado, para realizar a graduação e depois retornam para seus estados de origem ou seguem para outras regiões, sem permanecer aqui para exercer a profissão.

 “Desse modo, ocorre evidente prejuízo ao Estado, tendo em vista que os investimentos realizados para a formação de bons profissionais nas mais diversas áreas, não estão sendo aproveitados por nossa população, mas por moradores de outras regiões”, disse ele.