A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

31/03/2017 08:28

Assembleia oficializa corte de 54 cargos e reorganização de funções

Projeto ainda prevê demissões de 250 funcionários

Mayara Bueno
Assembleia Legislativa de MS. (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno/ALMS)Assembleia Legislativa de MS. (Foto: Roberto Higa e Victor Chileno/ALMS)

Aprovada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, a reforma administrativa da casa de leis foi sancionada nesta sexta-feira (31), por meio de publicação no Diário Oficial do Estado. As principais mudanças são a redução de 52 funções para nove, corte de 54 cargos e a exoneração de comissionados, que ainda não foi oficializada.

Conforme a publicação, foram revogadas 22 funções de chefe de serviço e cinco funções de chefe de serviços das comissões técnicas. Também foram transformados quatro cargos de diretor-geral em cinco de secretários. Dez cargos de comissão de diretor serão agora12 cargos em comissão de gerente.

A reforma reduz de 254 para 200 cargos e reorganiza as nomenclaturas das funções, diminuindo das 52 para nove. Clique aqui para conferir a lei completa, a partir da página 1.

O presidente da Assembleia, deputado Junior Mochi (PMDB), havia dito anteriormente que a reforma possibilitará economia mensal de R$ 300 mil, chegando a quase R$ 4 milhões em um ano. Ao todo, a Assembleia recebe R$ 18 milhões por mês do governo estadual, fruto do duodécimo.

Haverá um corte de 25% dos cargos comissionados, tendo a previsão da saída de 250 funcionários. As demissões devem ocorrer ainda hoje, em publicação no Diário Oficial da Assembleia.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions