A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

20/05/2014 09:16

Associação de juízes condena Bernal por ataques feitos em vídeo

Helton Verão
Chaveiro abre a porta que teve as fechaduras trocadas pela equipe de Bernal (Foto: Marcos Ermínio)Chaveiro abre a porta que teve as fechaduras trocadas pela equipe de Bernal (Foto: Marcos Ermínio)

A Amamsul (Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul), entidade de classe que congrega desembargadores e juízes de direito, condenou o ex-prefeito Alcides Bernal (PP), pelas críticas feitas aos juízes e desembargadores. Em vídeo publicado na internet, o prefeito cassado em 12 de março deste ano, acusa magistrados de "corruptos e marginais".

Para o presidente da Amamsul, Wilson Leite Corrêa, a "ofensa pessoal é inaceitável". Ele reagiu à repercussão do vídeo e das insinuações sobre os magistrados David de Oliveira Gomes Filho e Vladimir Abreu da Silva, sobre as decisões proferidas relacionadas ao exercício do cargo de Prefeito Municipal da Capital.

“A independência funcional do magistrado é um dos princípios basilares de um regime democrático. Um verdadeiro Estado Democrático de Direito pressupõe um Poder Judiciário independente, no qual os juízes decidam as questões que lhes são apresentadas de acordo com a sua livre convicção, sempre no abrigo da Constituição Federal e das Leis”, publicou.

Os magistrados David de Oliveira Gomes Filho, que concedeu liminar a favor de Alcides Bernal e Vladimir Abreu da Silva, que concedeu a que o tirou do poder novamente, tiveram suas decisões defendidas e consideradas “fundamentadas” e que as ofensas são inaceitáveis. “As decisões proferidas pelos magistrados estão devidamente fundamentadas e, dentro do contexto em que foram proferidas, representam a livre convicção de ambos. Entretanto, a ofensa pessoal aos seus prolatores é inaceitável”, completou.

O terceiro ponto avisa que as ofensas que possam causas instabilidade na sociedade serão responsabilizadas e medidas podem ser tomadas contra os autores.

Gravado em reunião de Bernal com seus partidários, no vídeo, o ex-prefeito, que voltou à Prefeitura de Campo Grande por oito horas na quinta-feira (15), mas foi novamente afastado por decisão do desembargador Vladimir Abreu, do Tribunal de Justiça do Estado (TJMS), se diz “vítima dessa ação que desabona o Poder Judiciário”, se referindo à manutenção de sua cassação decretada pela Câmara Municipal no dia 12 de março.

“É uma pena dizer isso, mas existem homens que não honram o juramento feito quando assumiram autoridade de juiz ou de desembargador. São homens que preferem atender interesses. São homens que preferem atender interesses reprováveis, nojentos e estabelecer uma injustiça. Nós buscamos a justiça à luz do dia, eles buscam a solução na calada da noite. Isso tem vitimado a democracia na capital sul-mato-grossense”, declarou Bernal no vídeo.

Desleixo de Bernal deixa Capital um mês sem recursos à educação
Atraso no cronograma de obras de 21 Ceinfs (Centros de Educação Infantil) deixou Campo Grande um mês sem repasse de recursos à Semed (Secretaria Muni...
Secretário diz que repasse irregular ocorreu na gestão de Bernal
Secretário Municipal de Governo e Relações Institucionais, Rodrigo Pimentel afastou, nesta segunda-feira (19), irregularidades no repasse de recursos...



Selma, Bernal tinha uma liminar, nesta liminar não constava, que ele podia levar baderneiros a varios setores da prefeitura. Foram cerca de 100 pessoas, entre eles ex, assessores. Revistaram pessoas, quebraram o braço de uma funcionária, é ai que esta a questão, com uma liminar que tinha apenas um teor, se aproveitou e fez terrorismo em um órgão publico, faltando com o respeito a quem estava ali trabalhando, Juiz nenhum deu a ele este direito.
 
Mirtes Lourenço Camilo em 20/05/2014 19:22:40
Putz ! O cara quer brigar até com os juizes... É bom tomar cuidado, senão ele vai querer invadir a Amamsul, também !
 
Marcos Figueiredo em 20/05/2014 17:40:19
É senhores Juizes(vereadores) , a verdade dói mesmo , cabe aos Excelentissimos senhores JUIZES provarem que estão agindo conforme a vossas consciências seguindo o que dita a nossa Constituição , caso contrário fica evidente o conluio com esse bando de oportunistas da Câmara de vereadores.
O prefeito legalmente eleito pelo povo , está apenas constando uma realidade do nosso corrompido judiciário.
 
ALMIRO PEREIRA DE SOUZA em 20/05/2014 17:22:02
Absurdo... os secretários estavam nomeados na liminar para irem as secretarias causar terror? Claro que não. Correto o vereador Paulo Siufi! Investigação e punição nos responsáveis.
 
Daniel Novaes em 20/05/2014 14:52:03
Na verdade excelentíssimo JUIZ; Quem descumpriu uma ordem judicial, não foi o Bernal. Ele estava com uma liminar,assinada por um JUIZ; e certas pessoas não respeitaram o JUIZ, e ainda dizem que ele invadiu a prefeitura, Ele esta sendo injustiçado; não pelos Juízes; mas por quem cassou a LIMINAR ASSINADA POR UM JUIZ.(VEREADORES).
EXCELENTÍSSIMOS JUIZES: O QUE ESTA ACONTECENDO?R...
UMA LIMINAR ASSINADA POR UM JUIZ: NÂO VALE MAIS NADA?:R...
 
Selma Maria do Canto em 20/05/2014 14:07:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions