A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

10/04/2015 21:04

Assomasul quer rever repasse do ICMS e recursos para obras no interior

Ricardo Campos Jr. e Michel Faustino
Prefeito Juvenal Neto destacou relação de diálogo com as prefeituras do interior (Foto: Fernando Antunes)Prefeito Juvenal Neto destacou relação de diálogo com as prefeituras do interior (Foto: Fernando Antunes)

A relação do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) com os prefeitos do interior do estado tem sido positiva, na avaliação do presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Juvenal Neto (PSDB), prefeito de Nova Alvorada do Sul. Além da Caravana da Saúde, que levou atendimentos, exames e cirurgias para 11 regiões, houve o aumento no repasse para o transporte escolar e reajuste do calendário letivo.

“Desde o primeiro dia o governador já se mostrou diferente. Primeiro ato dele foi reunir todos os prefeitos para a promoção do diálogo, coisa que infelizmente não tinha em governos anteriores”, destaca.

Neto participou de uma solenidade nesta sexta-feira (10) que marca o centésimo dia de governo tucano no estado, tratado como um divisor de águas pelos gestores estaduais. Para o restante do ano, o presidente da Assomasul pretende conversar com Azambuja sobre o repasse do ICMS aos municípios.

“Estamos em um processo de diálogo. Poderia reajustar os valores do ICMS e tem a questão do Fundersul e Agesul, com fundos para viabilizar obras, como asfalto em estradas do interior”, afirma o prefeito de Nova Alvorada do Sul.

Reinaldo celebrou 100 dias de governo em um evento (Foto: Fernando Antunes)Reinaldo celebrou 100 dias de governo em um evento (Foto: Fernando Antunes)

Rombo – Durante a semana, Azambuja fez uma prestação de contas e informou que falta no caixa a quantia de R$ 192 milhões para a conclusão das obras inacabadas, mas que 80% serão terminadas até dezembro deste ano.

Para terminar todas as obras seriam necessários R$ 578.801.346,31. Mas, a gestão anterior deixou em caixa somente R$ 331.705.785,84, montante adquirido através de convênios com terceiros, além de R$ 53.828.640,33 em saldo da conta corrente do Governo e R$ 913.210,50 de saldo da Sanesul (conta corrente) para dar em contrapartida nos seus projetos com o poder público.

Ao todo são 301 obras. São 77 empreendimentos viários como: pavimentações de rodovias e construção de pontes de concreto; 60 empreendimentos civis como: construção de órgãos públicos e presídios e 64 obras de infraestrutura urbana.

Na cerimônia, Reinaldo também citou o que já fez até o momento, desde quando entrou no Governo. Para terminar as obras, por exemplo, ele renegociou os contratos e estruturou o novo modelo de contratação de serviços em obras do Estado.

Assomasul quer rever repasse do ICMS e recursos para obras no interior


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions