A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/12/2015 09:03

Até os centavos serão devolvidos à prefeitura, diz presidente da Câmara

Antonio Marques
No próximo dia 30, o presidente da Câmara, João Rocha, deve fazer a devolução à prefeitura do dinheiro economizado na administração da Casa (Foto: Divulgação/Assessoria Câmara Municipal)No próximo dia 30, o presidente da Câmara, João Rocha, deve fazer a devolução à prefeitura do dinheiro economizado na administração da Casa (Foto: Divulgação/Assessoria Câmara Municipal)

Mesmo tendo encerrado os trabalhos neste ano, no próximo dia 30 de dezembro ainda haverá um ato considerado importante em época de crise financeira na gestão de Campo Grande. É a data que a Câmara Municipal fará a devolução do dinheiro economizado na administração da Casa. Em 2015, prefeitura repassou R$ 65.896.500,00 para bancar as despesas do Legislativo, é o chamado duodécimo. Quando há economia, o valor que sobre deve ser devolvido.

Conforme a Lei Orgânica, que rege o funcionamento dos poderes municipais, a despesa da Câmara Municipal, incluídos os subsídios dos vereadores e excluídos os gastos com inativos não poderá ultrapassar cinco por cento do somatório da Receita Tributária e das transferências ao município.

O presidente da Câmara, João Rocha (PSDB), depois de fazer o balanço do ano na última sessão, disse que está aguardando apenas a conclusão do balanço contábil para fazer o cheque da devolução do valor economizado. Ele não quis fazer projeção sobre a quantia a ser devolvido, mas adiantou “o que tiver que ser devolvido vai ser, tudo dentro do rito legal. Até os centavos vão ser devolvidos”, garantiu Rocha.

Conforme o presidente, é certo que vai ter devolução do duodécimo pois a Câmara fez economia nas suas despesas e “sobrando temos que devolver o dinheiro para a prefeitura investir em benefício da população”, ressaltou João Rocha.

Mesmo não adiantando o valor a ser devolvido, o presidente da Casa disse que, após o cheque pronto, vai convocar a imprensa para dar conhecimento à sociedade do valor economizado. “Vamos entregar o cheque e pedir ao prefeito aplicar bem o dinheiro em benefício de Campo Grande”, destacou.

O Campo Grande News apurou que o valor a ser devolvido deve ser superior ao do ano passado, que foi de pouco mais de R$ 6 milhões, mas somente na semana que vem a Câmara terá algo mais próximo do valor real a ser devolvido, depois do fechamento do balanço contábil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions