A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

29/08/2014 12:38

Azambuja defende investimentos para diversificar a economia de MS

Candidato apresentou as propostas em evento na Fiems

Leonardo Rocha e Kleber Clajus
Azambuja quer reduzir algumas secretarias e implantar sistema de metas no governo (Foto: Kleber Clajus)Azambuja quer reduzir algumas secretarias e implantar sistema de metas no governo (Foto: Kleber Clajus)

O deputado federal e candidato ao governo estadual, Reinaldo Azambuja (PSDB), foi o segundo a participar, hoje (29), do projeto "Encontros com a Indústria - Eleições 2014", realizado pela Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande.

Azambuja ressaltou que sua prioridade será transformar o Estado, que segundo ele, é apenas produtor de commodities, para se tornar um local de industrialização forte, com produção de produtos manufaturados, para conseguir diversificar a economia de Mato Grosso do Sul.

Ele ressaltou que pretende instalar uma Superintendência de Logística que irá definir as obras prioritárias do Estado, não descartando a produção de uma lei de parceria público-privado, que possa alavancar o desenvolvimento em diversos setores. "Esta lei poderá servir para área de segurança, como na gestão de presídios", apontou.

O candidato ainda citou a importância de desenvolver incentivos na área de fronteira, como na região do Pantanal, onde pode se criar uma zona franca, nos moldes da desenvolvida em Manaus (AM).

Azambuja citou o plano de metas e meritocracia nos serviços do governo estadual, com a redução de até três secretarias, como a do Desenvolvimento Regional. "Não haverá mais espaço para cabide de empregos", ressaltou ele.

Também pretende separar da Seprotur (Secretaria de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo), a área da produção, colocando esta em outra pasta, para otimizar os trabalhos.

Em relação a burocracia, quer estabelecer metas para tornar mais ágil a relação com os serviços e tributos, tendo a intenção de dar um prazo de entrega para concessão de licenças ambientais. "Para que não paire a dúvida que o governo terá agilidade ou irá favorecer qualquer segmento", ponderou.

Reinaldo lembrou que sobre o Fundersul, os municípios irão receber investimentos de acordo com o número de rodovias, com melhorias na infraestrutura, para possibilitar o escoamento da produção.

Aos jovens fica previsto parcerias e suporte junto às universidades, assim como fortalecimento de vínculos com o Sistema "S", na qualificação profissional. Para Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), o candidato prometeu conceder a sua autonomia financeira.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions