A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

22/01/2014 15:57

Azambuja diz que aliança com adversário nacional pode ser "exceção"

Leonardo Rocha e Zana Zaidan de Maracaju
Azambuja reconhece que decisão precisa do aval da nacional e que aliança com PT pode ser uma exceção (Foto: Cleber Gellio)Azambuja reconhece que decisão precisa do aval da nacional e que aliança com PT pode ser uma exceção (Foto: Cleber Gellio)

O deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) admitiu que o partido possui projeto distinto a nível nacional do PT. No entanto ponderou que existe “afinidade” entre os partidos no Estado, e que a aliança pode ser uma “exceção” no país.

“Sabemos das diferenças entre os partidos no âmbito nacional, mas no Estado o cenário é diferente e já existiram outras alianças com o PT em outros estados, que foram bem sucedidas”, afirmou Azambuja.

De acordo com ele, ainda não existe uma resolução no PSDB que impeça aliança com partidos específicos, porém ressaltou que qualquer coligação precisa do aval da direção nacional.

“Os diretórios precisam ter liberdade para coligar, mas sempre com a anuência da nacional, estamos informando todos os nossos passos para o Aécio (Neves)”.

O diretório nacional do PSDB deve aprovar em fevereiro resolução que retira “autonomia” dos estados e condiciona as alianças aos interesses da campanha presidencial do senador Aécio Neves (PSDB).

Força – Azambuja voltou a dizer que após a eleição municipal de 2012, o PSDB conseguiu estabelecer uma “força” política no Estado e por este motivo só irá disputar na chapa majoritária, sendo candidato ao governo ou senado.

O deputado ainda ponderou que esta decisão só será tomada após o término do Programa “Pensando MS”, que identifica as principais reivindicações das diferentes regiões do Estado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions