ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 17º

Política

Reinaldo Azambuja inicia seminários regionais do PSDB em maio

Manobra buscará discutir ideias de campanha, prestação de contas e gestão antes das eleições municipais

Por Gustavo Bonotto e Gabriela Couto | 16/04/2024 22:36
O ex-governador e presidente regional do PSDB, Reinaldo Azambuja. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
O ex-governador e presidente regional do PSDB, Reinaldo Azambuja. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

O ex-governador do Estado e presidente regional do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), Reinaldo Azambuja, participará de convenções com pré-candidatos nos municípios de Mato Grosso do Sul a partir de maio. A informação foi confirmada por ele, à reportagem, durante a noite desta terça-feira (16).

Segundo Reinaldo, os seminários que servirão como base para discutir ideias de campanha, prestação de contas, gestão e plano de governo, começam a partir do dia 5 de maio, sendo realizado nas cidades de Ponta Porã, Dourados, Três Lagoas, Bonito, Coxim e Campo Grande.

"O desafio é fazer 2024 bem feito. Vai acontecer muita coisa ainda, teremos uma função de forças políticas no Brasil. Estamos finalizando as janelas, e com isso, crescemos bastante ao ponto de sentar para organizar as candidaturas", disse Azambuja, por telefone.

Em 2020, a sigla elegeu 37 prefeitos. A meta, segundo o ex-governador, é manter o número. "Com as trocas da janela, o PSDB hoje tem 51 prefeitos e mais da metade vai buscar a reeleição. A gente está organizando, estamos dentro do assunto", finalizou.

Agenda - Reinaldo vai até Brasília (DF) nesta quarta-feira (17) para participar de reuniões da Executiva Nacional do partido e do lançamento da plataforma ‘Farol da Oposição’, do Instituto Teotônio Vilela, ligado à legenda. A ferramenta digital será usada para municiar os filiados e autoridades contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O objetivo é tentar dar ao PSDB a imagem de "alternativa de oposição", sendo crítico ao governo Lula e, ao mesmo tempo sem o radicalismo da extrema-direita. Uma espécie de ‘meio-termo’ para acabar com a polarização que ainda existe.

A medida surge em meio à crise nacional do partido que elegeu apenas 13 deputados federais em 2022, além dos governadores de Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Pernambuco. Diferentemente da hegemonia conquistada por Reinaldo Azambuja no Estado, o partido perdeu todos os oito vereadores que tinha em São Paulo (SP), cidade que foi berço do PSDB e que foi governada por tucanos por 27 anos.

Receba as principais notícias do Estado no WhatsApp. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nas redes sociais: Facebook, Instagram e TikTok.

Nos siga no Google Notícias