A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/09/2013 14:14

Bernal assina convênio e não reconhece trabalho de vereador, critica Edil

Bruno Chaves e Jéssica Benitez
Edil cobrou crédito sobre requerimentos feitos e ignorados por Bernal (Foto: Cleber Gellio)Edil cobrou crédito sobre requerimentos feitos e ignorados por Bernal (Foto: Cleber Gellio)

O vereador Edil Albuquerque reagiu, nesta sexta-feira (13), com indignação às ações do prefeito Alcides Bernal (PP), que atende às sugestões da Câmara Municipal, mas não dá crédito. Nesta quinta-feira (12), por indicação do vereador , o prefeito assinou convênio com a Iagro (Instituto Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) que estabelece controle sanitário sobre o rebanho na periferia da Capital. Entretanto, o progressista não deu os méritos ao parlamentar.

Aprovado em dezembro de 2012, quando Edil era vice-prefeito de Campo Grande, o convênio ficou “emperrado” na prefeitura de janeiro a junho deste ano. O vereador explica que, em 2011, a Iagro procurou a administração municipal para uma parceria na fiscalização do rebanho de bovinos. Na época, Edil garantiu a liberação de R$ 35.132,00, contrapartida da prefeitura para ajudar na vacinação de 8.450 cabeças de gado.

No entanto, com a troca dos prefeitos, o convênio ficou “estacionado” até a diretora da Iagro, Maria Cristina Rosa, enviar comunicado à Câmara, no dia 11 de junho, pedindo informações ao vereador Edil sobre a assinatura da tratativa. Após o recebimento do pedido, o peemedebista fez indicação no Legislativo, na sessão do dia 20 de agosto, para ratificar o compromisso assumido pela prefeitura no ano anterior.

No dia seguinte, 21 de agosto, o presidente da Casa, vereador Mario Cesar (PMDB), encaminhou ofício ao prefeito pedindo providências para que seja ratificado o compromisso assumido pela administração municipal no projeto “Diagnóstico de Leptospirose e Mastite e Vacinação contra a Febre Aftosa em Bovinos nas Propriedades de Periferia de Campo Grande”.

De acordo com o prazo regimental, a resposta deveria voltar em 15 dias. No entanto, até hoje, o comunicado oficial do prefeito não foi emitido. “Ontem, logo cedo assinamos o termo de parceria com a Iagro para dar início à pesquisa “Diagnóstico de leptospirose e vacinação contra febre aftosa em bovinos nas propriedades da periferia da cidade de Campo Grande MS, associado à educação sanitária”.

"Este é um projeto piloto que vai permitir que os técnicos façam um levantamento do número de bovinos e outras espécies de animais domésticos existentes nas propriedades, além de realizar ações de educação sanitária”, publicou o prefeito no Facebook, sem mencionar a indicação do vereador.

Para Edil, “o Bernal diz que os vereadores prejudicam a administração dele, mas, na verdade, a Câmara pauta algumas ações e ele não reconhece”.

Vereador pede controle sanitário contra febre aftosa em rebanho da periferia
Durante sessão de terça-feira (20) na Câmara Municipal, o vereador Edil Albuquerque (PMDB) enviou indicação ao Executivo Municipal para reforçar o co...
Assembleia pode votar polêmico projeto "Lei Harfouche" nesta semana
Considerado polêmico, o projeto chamado de "Lei Harfouche", que prevê a reparação de danos por alunos, em casos de atos de vandalismo em escolas, pod...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions