A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

06/11/2015 12:40

Bernal nega reajuste em imóveis e abre prefeitura a reclamação de corretores

Caroline Maldonado
Bernal falou sobre IPTU nesta manhã, durante assinatura de convênio (Foto: Caroline Maldonado)Bernal falou sobre IPTU nesta manhã, durante assinatura de convênio (Foto: Caroline Maldonado)

Frente as acusações de vereadores de que há residência com aumento de 246% no valor venal, o prefeito Alcides Bernal (PP) disse que é preciso avaliar cada caso e se houve equívoco será resolvido. O prefeito sugeriu que os corretores que reclamam procurem a Sepanflic (Secretaria de Planejamento, Finanças e Controle) e a Semre (Secretaria da Receita).

“Se houver um ou outro caso que represente equívoco, a nossa equipe técnica está lá para resolver o problema. O índice aplicado é de reajuste, não é de aumento do IPTU. Não há alteração que traduza injustiça, pode haver equívoco ou valorização do imóvel por conta de melhoria”, disse.

Na quarta-feira (4), o prefeito anunciou decisão de aplicar, por decreto, reajuste de 9,57% no IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano), levando em conta a variação do IPCA-E (Índice de Preços ao Consumo Amplo Especial) nos últimos 12 meses. O reajuste de 9,57% não passará pela Câmara, porque qualquer correção até o limite da inflação não precisa passar pela aprovação dos vereadores.

Ontem (5), os vereadores aprovaram requerimento proposto pelo vereador Airton Saraiva (DEM), em que cobram do prefeito o envio ao Legislativo da íntegra da planta genérica de valores que servirá de base para o lançamento do imposto do ano que vem.

Hoje (6), durante assinatura de um convênio na prefeitura, Bernal reagiu as acusações, lembrando que o reajuste ficou no limite da inflação. “Você não permite que haja aumento e eles dizem que o prefeito é um golpista. As pessoas má intencionadas são assim, querem distorcer e fazer parecer que o certo está errado e o errado está certo. Vamos responder as ofensas e provocações trabalhando, vamos devolver com trabalho”, afirmou o prefeito, lembrando que há um cálculo específico para fazer com que os proprietários que tiveram o imóvel desvalorizado paguem menos imposto.




É para pagar e ficar quieto.
 
Beto em 06/11/2015 14:02:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions