A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/11/2013 17:19

Bernal quase dobra salário de primo que é investigador de polícia

Zemil Rocha
Bernal fez mudanças para beneficiar o primo que trabalha na Secretaria de Governo (Foto: arquivo)Bernal fez mudanças para beneficiar o primo que trabalha na Secretaria de Governo (Foto: arquivo)

O prefeito Alcides Bernal (PP) promoveu alterações administrativas que devem garantir salário maior para seu primo Elvio Meza Bernal, que deixou o cargo comissionado que ocupada para exercer uma função gratificada, que quase dobra o seu salário de origem. Elvio que recebia R$ 4.990,42, como Assessor Especial III, símbolo DCA-3, da Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais, passa a receber R$ 5.760,42 com o benefício de 90% da função gratificada FAS-04 a contar de 1º de novembro de 2013. O benefício garante um salário 15,42% maior para o parente do prefeito.

Hoje foi publicado no Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande) dois decretos de Bernal, um exonerando Elvio Meza da cargo de símbolo DCA-3, cuja remuneração é de R$ 2.772,46 mais até 80% de gratificação (R$ 2,217,96), e outro designando-o para a Função de Atividades de Assistência e Assessoramento Superior, Símbolo FAS-04, na Secretaria Municipal de Governo e Relações Institucionais, com fulcro no art. 95, § 2º, da Lei Complementar n. 190, de 22 de dezembro de 2011 e Decreto n. 10.321, de 7 de janeiro de 2008 e alteração. Pelo Decreto 10.321, a gratificação de função será paga a servidor da União, Estado ou Município cedido para a Prefeitura de Campo Grande.

Elvio Bernal é investigador da Polícia Civil, que estava lotado na Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, mas foi transferido por cedência para a Prefeitura de Campo Grande no começo de fevereiro. A remuneração básica de policial é de R$ 3.031,80, que somada à gratificação de 90% (R$ 2.728,62) ofertada agora pela Prefeitura de Campo Grande passa a no mínimo R$ 5.760,42, sem considerar vantagens pessoais, como promoção vertical por tempo de serviço.

A publicação das alterações no Diogrande saíram com incorreções quanto ao nome de Elvio Meza, já que este ficou sem o sobrenome “Bernal”. Segundo a assessoria da Prefeitura, a correção será feita com republicação na imprensa oficial.

Além de funcionário de confiança na Prefeitura, o primo de Alcides Bernal também é presidente de um time de futebol, o Esporte Clube Campo Grande. No último campeonato, Elvio Bernal não conseguiu tirar o time da Série B do Estadual, ficando na quarta posição.

Veja os decretos com as alterações publicadas hoje:

DECRETO “PE” n. 1.952, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2013.
ALCIDES JESUS PERALTA BERNAL, Prefeito de Campo Grande, Capital do
Estado de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições legais, resolve:
DESIGNAR ELVIO MEZA, matrícula n. 395258, para desempenhar a CAMPO GRANDE-MS, 6 DE NOVEMBRO DE 2013.
ALCIDES JESUS PERALTA BERNAL
Prefeito Municipal
RICARDO TREFZGER BALLOCK
Secretário Municipal de Administração 14:40

DECRETO “PE” n. 1.951, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2013.
ALCIDES JESUS PERALTA BERNAL, Prefeito de Campo Grande, Capital do
Estado de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições legais, resolve:
EXONERAR ELVIO MEZA, matrícula n. 395258/01, do cargo em comissão de
Assessor Especial III, símbolo DCA-3, da Secretaria Municipal de Governo e Relações
Institucionais, a contar de 1º de novembro de 2013.
CAMPO GRANDE-MS, 6 DE NOVEMBRO DE 2013.
ALCIDES JESUS PERALTA BERNAL
Prefeito Municipal
RICARDO TREFZGER BALLOCK
Secretário Municipal de Administração

 



Sabe o que é cansativo Jair? É ter uma mãe que trabalha há 15 anos na PMCG, sem parentesco com ninguém, ensinando os "nomeados, convocados, apadrinhados e aparentados" à trabalhar e com um salário de menos de R$800.00, queria ver o tal primo com essa remuneração, ter que manter um filho sozinho,pagar estudos,aluguel,comer e sem deixar a peteca cair. Aliás não conseguiria né?
 
Ruan Sávio em 07/11/2013 19:47:14
Concordo com você Jair. Se eles fizessem isso na gestão passada iriam encontrar erros do mesmo jeito. Aliás tem funcionários efetivos com 56h, da Secretaria Municipal de Educação cedidos para Câmara de Vereadores ou Assembleias Legislativa e cumprem uma carga horária bem menor do que deveria. E aí vcs não disseram nada. Mas é que é do partido contrário a do Prefeito né. Então ninguém mexa, tudo pode.......
 
Renata Silva em 07/11/2013 18:58:01
kkkkkkk este bernal!!!! parece coisa de outro mundo esta politica de nossa capital....
 
ELY MONTEIRO em 07/11/2013 18:52:33
QUANTOS POLÍTICOS COLOCAM SEUS PARENTES PARA GANHAR ALTOS SALÁRIOS
AGORA ESTÃO FALANDO DO PREFEITO!
E SÓ IREM NAS REPARTIÇÕES PÚBLICAS E VÃO ACHAR MUITOS PARENTES DE POLÍTICOS ( VEREADORES, DEPUTADOS, SENADORES ).
 
otavio moreira em 07/11/2013 18:20:36
Tem tanta gente com os mesmos benefícios e até com mais regalias cedidos para a Assembléia Legislativa e até para o próprio executivo, fica evidente que alguns veículos de imprensa querem mesmo é pegar no pé desse prefeito.....essas notícias já estão ficando cansativas.
 
Jair Lima em 07/11/2013 17:56:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions