ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 26º

Política

Bolsonaro escolhe 3 novos comandantes para Exército, Marinha e Força Aérea

Por Felipe Frazão | 31/03/2021 16:11


air Bolsonaro chega à cerimônia no Palácio do Planalto (Foto: Adriano Machado/Reuters)
air Bolsonaro chega à cerimônia no Palácio do Planalto (Foto: Adriano Machado/Reuters)

O presidente Jair Bolsonaro escolheu o general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira como novo comandante do Exército. Ele substitui o general Edson Pujol, demitido com os comandantes da Aeronáutica e da Marinha, que rejeitaram tentativas do presidente de politizar as Forças Armadas.

Para a Marinha, o escolhido foi o almirante Almir Garnier, e na Aeronáutica, o brigadeiro Carlos Almeida Baptista Junior, que demonstra nas redes sociais ser afinado ao governo, compartilhando mensagens ligadas a grupos de direita.

Como revelou o Estadão, a ordem para demitir os comandantes partiu de Bolsonaro que também dispensou o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, sob o argumento de que precisava da tropa alinhada com o governo. A intervenção de Bolsonaro nas Forças Armadas na semana em que o golpe militar de 1964 completa 57 anos acabou unindo os generais, que disseram não aceitar nenhum tipo de ruptura institucional ou afronta à Constituição.

Em recentes manifestações, no entanto, Bolsonaro tem se referido ao Exército como “meu Exército”, apesar de se queixar, nos bastidores, do afastamento dos militares. “Podem ter certeza de uma coisa: o meu Exército não vai para a rua para obrigar o povo a ficar em casa”, afirmou o presidente, no último dia 8, numa referência a medidas tomadas por governadores e prefeitos para conter a disseminação do coronavírus. Ainda ontem, em conversa com apoiadores, ele bateu na mesma tecla. “Eu jogo dentro da Constituição.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário