A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/02/2011 13:59

Cabo Almi confirma reunião com Puccinelli e desejo de aproximação com o PMDB

Ítalo Milhomem

O líder da bancada do PT na Assembleia, Cabo Almi confirmou que teve uma conversa a portas fechadas com governador André Puccinelli (PMDB), logo após a volta das férias do chefe de Estado no final de janeiro. O encontro foi publicado pela coluna Jogo Aberto.

Segundo o deputado, ele foi convidado por Puccinelli para conversar sobre a composição da mesa diretora que seria eleita no início de fevereiro. Sem revelar o acordo feito em troca de apoio no legislativo, ele disse que ficou surpreso com resultado da votação para direção da assembleia, porque Paulo Duarte teve cargo pelo PT.

O deputado não vê nenhuma anormalidade na relação de visitas institucionais, que possam ser feitas por deputados do PT, principal partido de oposição ao governo de Puccinelli, e alertou que manterá o costume adquirido, quando vereador, em que manteve uma boa relação de parlamentar com chefe do executivo.

Almi justificou que a "política é dinâmica" e com a conjuntura nacional, em que o PMDB ocupa a vice-presidência da República, e divide ministérios e cargos federais com o PT, há possibilidade do Partido dos Trabalhadores ficar junto do PMDB em uma eventual eleição já em 2012 ou 2014.

Porém, ele ressalta que há rusgas entre o PT e PMDB que precisam ser resolvidas.

Ele condicionou essa possível união sobre as mudanças como: a aposentadoria de políticos mais antigos, como o ex-governador Zeca do PT, que pode concorrer a prefeitura de Campo Grande, ou aposentadoria de André Puccinelli, assim como surgimento de novas lideranças políticas no Estado.

Mesmo com essa aproximação entre os dois partidos historicamente rivais, Cabo Almi disse que ainda não há nenhuma conversa no sentido de coligação para próximas eleições ocorrendo no Estado, mas que há hierarquias dentro do partido, e elas devem ser seguidas.

Segundo o deputado Pedro Kemp (PT), não há surpresas na reunião que Almi teve com governador, porque ele comunicou a direção executiva do PT, que foi convidado por Puccinelli para falar sobre a eleição da mesa diretora e que pleiteou juntou ao governador a 2º ou 3º vice-presidência da casa legislativa, porém já havia um acordo com o PR, que o cargo na mesa seria do deputado Paulo Duarte (PT), na segunda secretaria.

Presidente Michel Temer deve ter alta na manhã desta sexta-feira
O presidente Michel Temer deverá ter alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (15), informou o médico Roberto Kalil Filho, que coordena os cuidados...
Interrogatório de Lula na Operação Zelotes é marcado para fevereiro de 2018
A Justiça Federal em Brasília marcou para o dia 20 de fevereiro de 2018 os interrogatórios do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho ...
Senado aprova desconto de dívidas de produtores rurais e texto segue para sanção
O Senado concluiu a votação, nesta quinta-feira (14), do projeto que permite a renegociação das dívidas de produtores rurais, estabelecendo descontos...


Já começou a bajulação. Almi, você conhece bem esse povo. Tu tens capacidade, pois já chegou e tornou-se líder do PT na Assembleia. O governador azedou os projetos de oposição nos primeiros 4 anos. Azede o lado dele também. Nunca vi em 4 anos ele baixar a guarda para a oposição. Isso é medo, popularidade em baixa. Até 2014 muita coisa acontecerá. Cumpra seu papel. Oposição é oposição. E ela é maior hoje.
 
adalberto rebelo em 24/02/2011 09:18:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions