A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/08/2013 08:24

Caixa promete contratar empresa local para concluir residenciais da Homex

Jéssica Benitez

A Caixa Econômica Federal vai contratar uma empreiteira local para concluir as obras abandonadas pela Homex em Campo Grande. A decisão foi comunicada à Câmara Municipal de Campo Grande. A construtora vai concluir os residenciais Amoreiras, das Águas, Cuiabás e Bem Te Vi. A decisão foi tomada em reunião entre o banco e a direção nacional da empresa. Ainda não há nome definido para empreiteira que concluirá as obras.

Preocupado com a situação, o vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), que chegou a sugerir uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar o abandono da Homex às obras em Campo Grande, explicou que a medida é resultado dos questionamentos feitos pela Comissão Permanente de Obras e Serviços Públicos sobre a situação dos empreendimentos.

O parlamentar também deixou claro que, se necessário, a comissão será instaurada. “Estamos acompanhando todo desenrolar do problema. Queremos mais informações sobre a contratação desta empresa que terminará os blocos incompletos e quando de fato os reparos serão executados. Porque os moradores estão aguardando há muito tempo esses reparos”, disse.

Conforme o comunicado da Caixa os orçamentos para a contratação da construtora já estão sendo realizados. Acerca dos reparos dos residenciais Acácias, Girassóis, Canários, Aroeira, Andorinhas e Arara Azul a Homex se comprometeu a realizar reunião ainda esta semana, priorizando os casos de maior urgência.

O parlamentar ressaltou que as notícias são animadoras, mas precisam sair da esfera de compromisso e saltar para a prática. “Se ficar só na conversa não adianta nada. Queremos ver as obras e os problemas solucionados. Não descartamos plenamente a CPI, se necessário for estamos dispostos a resolver este problema”, disse.

Caso - A Homex ficou responsável por construir o conjunto residencial na Capital. Para se instalar em Campo Grande a construtora teria que entregar havia se comprometido em entregar escola e praça para atender as 3 mil famílias que se mudariam para a região da construção. No entanto, a empresa, sequer, conseguiu metade das casas e deixou de cumprir diversos acordos firmados com a Caixa Econômica Federal.

Com o fato de a construtora não ter honrado acordo firmado em maio deste ano, que apontava novas datas e prazos para a conclusão do residencial, a Caixa financeira acionou o seguro da construção para concluir as obras de 270 casas vendidas por meio do programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal.



E o residencial Varandas do Campo, quem irá assumir a continuidade das obras, bem como escola e praça e estragos existentes?
 
Renata Silva em 28/08/2013 20:48:39
E assim as pessoas responsáveis por trazer sessa Empresa e autorizar as obras, ficarão impunes.
 
luiz alves em 28/08/2013 11:15:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions