A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

12/08/2013 19:10

Vereadores querem 5 garantias da Caixa para não criar a CPI da Homex

Zemil Rocha e Bruno Chaves
Alceu Bueno e Carlão vistoriando conjunto da Homex esta tarde (Foto: João Garrigó)Alceu Bueno e Carlão vistoriando conjunto da Homex esta tarde (Foto: João Garrigó)

Os vereadores da Comissão Permanente de Obras e Serviços Públicos da Câmara de Campo Grande vão exigir cinco garantias do superintendente da Caixa Econômica Federal, Paulo Antunes Siqueira, como condição para não criar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Homex. A empresa mexicana Homex quebrou sem terminar a construção de 3.000 casas em Campo Grande.

Alceu Bueno (PSL), presidente da Comissão de Obras da Câmara, e Carlos Augusto, o Carlão (PSB), estiveram esta tarde no bairro Paulo Coelho Machado para verificar as obras. “Viemos ver a situação e conversar com os moradores para ver a possibilidade de instaurar a CPI da Homex”, informou Alceu.

Amanhã às 15 horas, a comissão realiza oitiva com o superintendente da Caixa, ao qual vai pedir cinco garantias para não instalar a CPI da Homex: solução para o vazamento de esgoto em razão dos problemas de saúde que podem gerar nos moradores da região; reparos para acabar com as rachaduras de parte das casas (5% delas ); conclusão das 272 unidades contratadas e até hoje não entregues; término da escola e do centro comunitário; e construção e pavimentação das vias de acesso. Os três primeiros pontos seriam os mais prioritários.

O presidente da comissão de obras informou que esteve conversando com o ex-prefeito Nelsinho Trad sobre os compromissos assumidos pela municipalidade com a Homex. “Nelsinho garantiu que única facilitação foi licença ambiental e alvará de construção. O Município ganharia uma nova escola e o centro comunitário. Nada mais”, contou Alceu Bueno.

Segundo Carlão, três mil pessoas já moram nas 500 casas construídas pela Homex, de um plano inicial de 3,2 mil unidades. “Essas 500 casas foram entregues e o esgoto está sendo liberado na Rua Catiguá, esquina com a Rua Maria de Lourdes, que pega em frente a algumas casas do Paulo Coelho”, explicou.

Romilton Tavares, 47 anos, que há 12 anos mora no bairro Paulo Coelho, disse que de dois anos para cá, quando as primeiras casas da Homex foram entregues, por falha dos engenheiros, começou vazamento de água na frente da sua casa. Depois o problema foi se agravando, agora havendo liberação na rua de dejetos humanos. “Nas três primeiras casas da Rua Catiguá, o esgoto entra dentro delas. Tem de puxar para tirar merda, urina. A situação é insustentável, fora mau cheiro que incomoda a quadra inteira”, testemunhou.

Por enquanto nove vereadores assinaram o requerimento para criação da CPI da Homex. Com mais uma assinatura, o que representa um terço dos membros da Câmara, fica assegurada a criação. Com exceção do Edil Albuquerque (PMDB), todos os integrantes da Comissão de Obras - Alceu Bueno, Carlão, Jamal Salem (PMDB) e Edson Shimabukuru (PTB) - assinaram, além dos vereadores Zeca do PT, Airton Saraiva (DEM), Luiza Ribeiro (PPS), Eduardo Romero (PSL) e Paulo Pedra (PDT).

Após reunião com a Caixa, vereadores devem desistir da CPI da Homex
Após se reunirem com o superintendente da CEF (Caixa Econômica Federal) em Mato Grosso do Sul, Paulo Antunes Siqueira, os vereadores da Comissão Perm...
Vereadores adiam CPI da Homex até conversar com superintendente da Caixa
Uma reunião entre o superintendente da Caixa Econômica Federal, Paulo Antunes Siqueira, e os integrantes da Comissão de Obras da Câmara Municipal de ...
Vereador garante que requerimento para instalação da CPI da Homex está pronto
A terceira CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Câmara Municipal de Campo Grande está engatilhada, pronta para ser instalada a qualquer momento...


A homex deixou uma dívida em processos trabalhistas incalculável. Existem mais de 250 processos e gostaria q essa informação fosse levada a público, visto q homex está praticamente falida no Brasil e a CEF deveria se responsabilizar, pois liberou verbas para a construtora mesmo com esse número grande de processo, e gostaria de saber se tem valores retidos na cef para indenizar todos q cobrarem na justiça por meios judiciais .
 
ricardo tagliamento em 13/08/2013 14:06:59
Quero agradecer o fato de terem levado em consideração minha informação em relação a construção da escola e reforçar mais uma vez que a construção da escola é de suma importância, tem que ser uma das três prioridades, porque a região não tem capacidade para abrigar as crianças oriundas do Varandas do Campo. As escolas próximas já estão lotadas. Já chega o bairro novo século que também não tem escola e algumas das crianças tem que atravessar a BR 165 para ir até as escolas das Moreninhas. Pensem nisso, por favor.
 
Renata Silva em 12/08/2013 21:52:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions