ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 21º

Política

Câmara decide manter na prisão o deputado Daniel Silveira

Entre os deputados de MS, apenas Luiz Ovando (PSL) e Loester Trutis (PSL) votaram contra manter a prisão

Por Adriano Fernandes | 19/02/2021 19:30
Daniel Silveira participou da sessão por meio de videoconferência. (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)
Daniel Silveira participou da sessão por meio de videoconferência. (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

A Câmara dos Deputados decidiu manter a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), que foi parar na cadeia após ataques o STF (Supremo Tribunal Federal) nas redes sociais.

Foram 364 votos a favor da manutenção da prisão, 130 contra e 3 abstenções. Entre os oito deputados de Mato Grosso do Sul, apenas Luiz Ovando (PSL) e Loester Trutis (PSL) votaram contra a decisão de manter Daniel Silveira preso.

Através de postagem no Facebook, Loester disse que "Daniel Silveira é um canalha, mas ninguém pode ser preso apenas por isso". Segundo o deputado de MS, os dois já foram "próximos", mas a "afinidade" acabou depois que Daniel gravou conversa do deputado federal Waldir Soares de Oliveira, também integrante do partido PSL, e postou na internet. "Tudo por likes", diz Loester.

"Isso faz dele um canalha, mas um canalha livre, num país democrático, em que ninguém deveria ser preso por dizer o que pensa". "Por isso hoje vou votar para que ele seja solto. Não pelo Daniel e sim pelo que acredito", justificou o deputado de MS.

Prisão - Daniel Silveira foi preso na terça-feira (16) após divulgar vídeo em que ofendeu os ministros do Supremo, pediu a substituição imediata de seus integrantes e defendeu o Ato Institucional nº 5 (AI-5), período mais duro da ditadura militar no Brasil. Após a prisão determinada pelo ministro Alexandre de Moraes e referendada pelo Supremo, coube à Câmara decidir se ele continuaria preso ou não, conforme determina a Constituição.



Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário