A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

19/01/2011 20:51

Câmara diz que contratação foi dentro da lei

Paulo Fernandes

Advogado foi contratado sem licitação por R$ 200 mil

O presidente da Câmara Municipal de Dourados, Dirceu Longhi, afirmou nesta quarta-feira que a contratação do advogado Naudir de Brito Miranda por R$ 200 mil, sem licitação, foi feita dentro da legalidade.

A contratação chama a atenção por, entre outros motivos, acontecer em uma Casa de Leis marcada pelo esquema de corrupção desvendado pela Operação Uragano, que resultaram na prisão, em setembro de 2010, de 9 dos 12 vereadores, além de prefeito, vice, secretários e empresários. Onze vereadores foram indiciados, na época, por envolvimento no esquema de fraude em licitações e pagamentos de propinas.

Segundo Longhi, a contratação é permitida considerando a capacidade técnica do advogado e a urgência. “São 18 comissões processantes, são casos excepcionais. Na opinião dos vereadores, não podemos correr o risco de fazer um trabalho que não seja bem elaborado”, afirmou.

Longhi Leis afirmou ainda que a escolha de Naudir de Brito Miranda foi porque ele tem experiência com outras comissões processantes. A Câmara tem procuradores que poderiam exercer a função de assessoramento e consultoria, para a qual Naudir foi contratado.

O presidente da Casa de Leis disse também que só ficou sabendo da condenação do advogado após a contratação, mas que isso não é um impedimento para que o advogado exerça o trabalho na Câmara, já que ele está recorrendo. “Ele não foi julgado em última instância”, afirmou.

A condenação de Naudir de Brito Miranda é justamente por ter sido contratado sem licitação. Ele foi contratado pela prefeitura de Aquidauana, na época chefiada por Raul Freixes (hoje apresentador televisivo), e o Ministério Público Estadual apresentou denúncia contestando a dispensa de concorrência pública.

Câmara contrata advogado por R$ 200 mil
Contratação em Dourados foi feita sem licitação.Manchada pela descoberta no ano passado de um esquema de corrupção que resultou na prisão de nove ve...
Assembleia pode votar polêmico projeto "Lei Harfouche" nesta semana
Considerado polêmico, o projeto chamado de "Lei Harfouche", que prevê a reparação de danos por alunos, em casos de atos de vandalismo em escolas, pod...


Isso é muito interessante,então cadê o curriculo do 'cara', te tão bão que ele é até isso deve ser secreto...!!!
 
Gevaldo Soares em 20/01/2011 09:37:36
Quer apostar que vai ficar por isso mesmo?????
 
Andrea Burque em 20/01/2011 07:58:15
É brincadeira. O cara já foi contratado até pelo Raul Freixes que é um exemplo de retidão.
Ninguém pode questionar tal contratação.
 
Áttila Gomes em 19/01/2011 10:12:42
Interessante! Quer dizer que por causa de urgência e "competência" demais pode-se dispensar os trâmites legais? Fiquei burro agora...
 
Marcos Guimarães em 19/01/2011 09:14:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions