ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 24º

Política

Câmara exonera assessores de vereador afastado após prisão

Continua desocupada a vaga de Claudinho Serra Lima, o “Claudinho Serra” (PSDB)

Por Caroline Maldonado | 20/05/2024 08:50
Vereador afastado Claudio Serra Lima, o “Claudinho Serra” (PSDB). (Foto: Izaías Medeiros/CMCG)
Vereador afastado Claudio Serra Lima, o “Claudinho Serra” (PSDB). (Foto: Izaías Medeiros/CMCG)

A Câmara Municipal de Campo Grande exonerou 12 assessores do vereador Claudinho Serra Lima, o “Claudinho Serra” (PSDB), que pediu afastamento por quatro meses após prisão por suspeita de corrupção no exercício do cargo de secretário municipal de Fazenda, Tributação e Gestão Estratégica em Sidrolândia, que ocupou antes de assumir cadeira no Legislativo da Capital.

Ele deixou a prisão no dia 30 de abril e quatro dias depois apresentou atestado médico para tratamento por estar “psicologicamente abalado”. Em seguida, o Claudinho pediu o afastamento para tratar de interesse particular para não perder o mandato.

Como havia informado na semana passada, o presidente da Câmara, Carlos Augusto Borges, o “Carlão” (PSB), publicou nesta segunda-feira (20) a exoneração de 12 servidores que trabalhavam no gabinete de Claudinho.

A exoneração dos servidores comissionados vale a partir de 15 de maio, conforme a publicação no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

A vaga de Claudinho segue desocupada. O presidente informou na quinta-feira (16) que aguardaria até esta semana uma resposta do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) sobre qual suplente deve ocupar a cadeira.

O presidente chamou o suplente Lívio Leite (União), que é ex-vereador, mas teve que desmarcar a posse na semana passada, porque outro suplente, Gian Sandim (PSDB), reclamou na Justiça que Lívio migrou para o União Brasil e por isso não deveria ter direito a vaga.

A posse foi suspensa por mandado de segurança expedido pela Justiça Eleitoral a pedido de Sandim (PSDB). O próximo da lista é Júnior Longo, que migrou do ninho tucano para o Republicanos.

Carlão cogita então convocar Wellington de Oliveira, que havia migrado para o PL, onde disputou vaga para deputado federal nas eleições de 2022, mas voltou para o PSDB durante a janela partidária deste ano.

Após Wellington, a lista tem Antônio Cruz e Cida Amaral, que saíram do PSDB e foram para o MDB e Republicanos, respectivamente. Na sequência, está Gian Sandim, 8º suplente e que ainda está no ninho tucano.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias