A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/11/2012 13:38

Câmara tem novo protesto contra reajuste dos salários de vereador

Mariana Lopes
(Foto: Mariana Lopes)(Foto: Mariana Lopes)
A pedagoga Patrícia Arruda de Fonseca questiona o reajuste. (Foto: Mariana Lopes)A pedagoga Patrícia Arruda de Fonseca questiona o reajuste. (Foto: Mariana Lopes)

Com direito ao espaço na tribuna livre, representantes do grupo Movimento Voluntário marcaram presença na sessão da Câmara dos Vereadores desta quinta-feira (29) e novamente manifestaram a indignação pelo aumento do salário dos vereadores, que deve ser votado no próximo mês pelos próprios parlamentares.

Representado pela pedagoga Patrícia Arruda da Fonseca, o grupo questiona o valor do reajuste, previsto para 65%. “É abusivo”, argumenta. Na carta lida pela representante, há três principais pontos: Se o aumento caberá no orçamento da Câmara, a Lei da Anterioridade e a Lei da transparência.

Patrícia explica que, conforme informações levantadas pelo Movimento, o subsídio dos salários dos vereadores deve ser de 75% do salário dos deputados, e que hoje o valor já representa 50%.

Segundo o funcionário público Thiago Kalunga, também representante do grupo, o valor investido no pessoal da Câmara representa atualmente 68% do orçamento do órgão, enquanto o permitido é de 70%. “E no ano que vem serão 29 vereadores, se tiver esse aumento, será que não vai ultrapassar o que é permitido?”

O presidente da Câmara, Paulo Siufi (PMDB), rebateu o questionamento dos manifestantes. “Não somos inconseqüentes, não vamos aprovar algo que não vai caber no orçamento”, enfatiza.

Sobre a Lei da Anterioridade, os manifestantes pontuaram que a questão do aumento do salário deveria ter sido discutida antes das eleições. “Esse projeto de aumento mostra o quanto os vossos interesses são diferentes e divergentes dos interesses da população”, destacou o grupo, em carta lida por Patrícia na tribuna livre.

Sobre esta questão, Siufi declarou que a Anterioridade que dizer que a votação precisa ser cumprida somente antes do ano acabar.

Em relação à Lei da Transparência, Patrícia explana que o orçamento deve ser bem exposto. “Vamos acompanhar a votação, para que não haja perigo de os vereadores maquiarem para caber o aumento no orçamento da Câmara, se isso acontecer, vamos entrar contra”, afirma.

Após a declaração do grupo, o vereador Athayde Nery tomou a palavra e disse que a opinião dos manifestantes era bem vinda, mas que o aumento está previsto em lei e é legal.

Para o grupo, o problema não é ser legal, mas ser moral. “Esse aumento não condiz com a realidade de salários de Campo Grande, vai ver quanto que ganha um professor. Queríamos contar com o bom senso dos nossos vereadores, que representam a população”, diz Patrícia.



Indignação e imoral o aumento de salario dos vereadores.
Precisamos sair a rua e mostrar para esses vereadores que a população esta contra este aumento abusivo dos salarios e ajuda de custo. MINHA PROPOSTA É FAZER UMA PASSEATA NO DIA 29 DATA DA POSSE DOS NOVOS VEREADORES.
 
jose arantes bueno sobrinho em 05/12/2012 22:32:01
Até quando a população vai continua passiva diante de abusos como esses? Estou farta dessa lei que permite atos imorais dessa magnitude. CHEGAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
cristiane mousinho corsino em 05/12/2012 12:58:17
Mariana noleto, aonde que é justo um salario desse? outra o que esse Paulo siufe fez de tão importante? não vejo nada dele em prol do povo. É uma vergonha ter uma pessoa que pensa como vc.Não podemso deixar que esse parasitas ganheM ese absurdo de salario. isso tem que ir par imprensa nacional
 
Roberto nunes em 02/12/2012 16:32:34
O que o movimento contra os salarios dos vereadores precisa fazer e sair as ruas e mostrar publicamente a populacao a VERDADE, isto e, que os nossos vereadores estao legislando em causa propria
 
Eugenio de Souza em 29/11/2012 16:13:40
Dr Paulo Siufi é um excelente vereador e ótimo pediatra. Realmente trabalha por nossa cidade, é o que faz a diferença dentro da câmara, é o vereador que mais fez e faz por Campo Grande com mais de 500 projeito de lei parao bem de toda população. Agora questão salarial acredito que cada um recebe conforme aquilo que a lei permite e se é legal, sou a favor sim .
 
Mariana Noleto em 29/11/2012 16:07:44
Os nobres edis podem até comprovar que o aumento é legal, mas a pergunta que fica é moral? Aumentar o número de vereadores já foi uma medida ao meu ver arbitrária e desmedida, uma vez que comprovadamente a população era contraria a mesma, ainda mais tendo em vista que esse aumento de legisladores não significará com certeza maior acessibilidade por parte dos municipes junto aos membros da casa, sendo a meu ver apenas mais uma forma de aumentar os cargos comissionados e funcionários de gabinete e conseguentemente mais vagas para os apadrinhados e gastos para os cofres públicos, assim como esse aumento vindouro e infelizmente particamente sacramentado.
Lamentável a postura dos nossos vereadores, que a resposta venham nas urnas, isso se a memoria do curta do nosso povo permitir.
 
Luciano Yamauchi em 29/11/2012 15:50:15
Parabéns, Patricia e demais manifestantes! É preciso freiar essa turma que acha que pode tudo.
 
Fabio Pellegrini em 29/11/2012 15:11:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions