A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Março de 2019

19/10/2018 16:26

Campanha de Odilon confirma busca em imóvel de “envolvido” com comunicação

Assessoria informou que ação para apurar emissão de fake news contra Reinaldo Azambuja não atingiu comitês e descarta ordem para atacar adversários

Humberto Marques
Endereço ligado a Júlio Cabral na Rua 14 de Julho foi um dos vistoriados pela Justiça Eleitoral. (Foto: Kísie Ainoã)Endereço ligado a Júlio Cabral na Rua 14 de Julho foi um dos vistoriados pela Justiça Eleitoral. (Foto: Kísie Ainoã)

Em nota encaminhada há pouco, a campanha do candidato a governador Odilon de Oliveira (PDT) confirmou a realização de ação de busca e apreensão, feita por oficial de Justiça Eleitoral com acompanhamento da Polícia Federal, em endereço comercial pertencente a um dos envolvidos na comunicação de sua campanha. No entanto, frisou que as ações não se estenderam aos comitês da coligação Esperança e Mudança.

O juiz Paulo Afonso de Oliveira, da 8ª Zona Eleitoral, autorizou nesta quinta-feira (19) ações de busca e apreensão em endereços ligados ao empresário de comunicação Júlio Cabral. A medida atende a solicitação da coligação Avançar com Responsabilidade, que denunciou a existência de locais especializados na produção de notícias falsas para atingir o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), candidato à reeleição. A chapa também atribuiu as práticas à campanha de Odilon.

Os imóveis vistoriados ficam nas Ruas 14 de Julho e Antonina de Castro Vieira, sendo ligados a Júlio Cabral. As ações ocorreram pela manhã.

Na nota, a campanha do pedetista reforça que a busca e apreensão ocorreu em local comercial “de um dos envolvidos em nossos trabalhos de comunicação. No entanto, nunca houve nenhum tipo de ordem ou orientação por parte da coordenação de campanha para qualquer tipo de ofensa a imagem aos participantes do pleito”. Além disso, afirma que Odilon é quem “constantemente vem sendo vítima de apontamentos, chacotas e montagens ligando seu nome a fatos que não são verdadeiros”, e que “se pauta por uma campanha limpa e propositiva”.

Procurado pela reportagem, Cabral disse que se manifestaria ainda nesta tarde.

Confira abaixo a íntegra da nota:

Comunicado à população

A Campanha do Juiz Odilon de Oliveira esclarece que não houve nenhum tipo de busca e apreensão nos comitês utilizados pela Coligação Esperança e Mudança.

Houve uma busca e apreensão em local comercial de um dos envolvidos em nossos trabalhos de comunicação. No entanto, nunca houve nenhum tipo de ordem ou orientação por parte da coordenação de campanha para qualquer tipo de ofensa a imagem aos participantes do pleito.

Esclarecemos ainda que, pelo contrário, o Juiz Odilon de Oliveira é quem constantemente vem sendo vítima de apontamentos, chacotas e montagens ligando seu nome a fatos que não são verdadeiros.

Assim como queremos um futuro limpo para Mato Grosso do Sul, nossa coligação também se pauta por uma campanha limpa e propositiva.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions