A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/09/2016 23:06

Candidatos a prefeito apresentam propostas em debate da Fiems em Dourados

Nyelder Rodrigues e Helio de Freitas, de Dourados
Candidatos Renato Câmara e Geraldo Resende se cumprimentam no eventoCandidatos Renato Câmara e Geraldo Resende se cumprimentam no evento
Délia Razuk foi quem abriu a sabatina (Fotos: Helio de Freitas)Délia Razuk foi quem abriu a sabatina (Fotos: Helio de Freitas)

Três dos cinco candidatos a prefeito em Dourados - cidade localizada a 233 km de Campo Grande - foram sabatinados na noite desta quarta-feira (21) pela Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), em evento no auditório do Sesi de Dourados, comandando pelo presidente da Fiems, Sérgio Longen.

Os sabatinados foram Délia Razuk (PR), Geraldo Resende (PSDB) e Renato Câmara (PMDB), que estão nas três primeiros posições nas pesquisas de intenções realizada pela Fiems/Ipems entre os eleitores douradenses.

Délia foi a primeira a expor as propostas para o setor industrial de Dourados e região. Ela começou a sabatina prometendo apresentar um novo programa de desenvolvimento econômico e social, já que uma das reclamações da Fiems é a burocracia que existe para incentivar as empresas já ativas a investir em ampliação e atração de novas empresas.

"Vamos fazer tudo o que for preciso para gerar emprego. Essa é nossa meta na prefeitura porque sabemos que o desemprego é grande na periferia", frisou Délia, ao falar que o índice de desemprego em Dourados é preocupante.

A candidata do PR também assumiu o compromisso de, se eleita, encaminhar projeto de lei para a Câmara de Vereadores visando proteger o zoneamento urbano, questão apontada por Longen como um problema grave, já que empresas da cidade enfrentam ações no MP pois em volta delas surgiram residencias.

Délia também foi cobrada sobre a demora nos processos de licenciamento de empreendimentos e alvará para a construção civil. "Evoluiu, mas foi muito pouco e precisamos de apoio a esses setores que geram muitos empregos", disse Longen.

A candidata se comprometeu a discutir o assunto e encaminhar o projeto de lei para desburocratizar a concessão de alvará. "Precisamos dar proteção a quem está trabalhando", afirmou, antes de dar lugar à Geraldo Resende na sabatina.

Geraldo foi o segundo a sentar com Longen para ser sabatinado (Foto: Helio de Freitas)Geraldo foi o segundo a sentar com Longen para ser sabatinado (Foto: Helio de Freitas)

Geraldo Resende - O deputado federal tucano iniciou o encontro sendo questionado sobre os 18 mil desempregados que existem atualmente em Dourados, além de receber um pedido para criar incentivos fiscais e novo programa de desenvolvimento com regras que sejam claras e atraiam empresas.

Logo de pronto, o peessedebista prometeu ser parceiro da Fiems casos eleito prefeito, e citou também projetos anunciados pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para Dourados, como a duplicação das plantas da JBS e da BR Foods, permitindo a criação de mais oito mil empregos. Também há previsão da instalação de uma fábrica de óleo da Coamo.

"Fiquei pasmo com o que outros candidatos dizem. Como se pudessem mudar o cenário de Dourados com uma varinha mágica. Todos precisam se unir para enfrentar o desemprego. Há legiões de desempregados e tem gente que não visita a periferia quando diz que Dourados estava vendo a crise pela televisão", comentou Resende.

O candidato tucano prometeu também incentivar a criação de empresas de todos os portes para enfrentar a crise. Já quando questionado sobre o tema zoneamento industrial, Geraldo relembrou do problema de indústria que exalam mau cheiro e atingem toda a cidade, causando desconforto para todos.

"O poder público também tem que atuar para evitar que isso aconteça", disse, completando que está disposto a discutir um projeto para dar segurança às indústrias e evitar o conflito entre o setor industrial e a expansão da cidade. Ele também frisou querer criar parcerias com as empresas na criação de estruturas públicas.

Outro tema em que Geraldo foi questionado são os ecopontos para coleta de resíduos, propondo bônus para empresas coletoras através de desconto em impostos. O projeto foi elogiado pelo candidato. "Temos o compromisso de seguir todos os objetivos de uma cidade sustentável".

Já sobre a burocracia na obtenção de alvarás, Longen propôs que logo na entrada seja pago o ISS para começar a obra, e depois seja feita a fiscalização, já que muitas vezes a lista de exigências demora até 60 dias para sair, e mais 60 demora até o alvará ser emitido, ficando então a construção parada.

"Detesto quem prolata a coisa. Tenho a mesma ansiedade para resolver os problemas. Tem muita gente que apresenta dificuldade para vender facilidade. Vamos construir uma equipe sintonizada com a necessidade de agilizar o atendimento público", prometeu Geraldo Resende durante a sabatina.

Renato Câmara fechou o evento da Fiems nesta noite (Foto: Helio de Freitas)Renato Câmara fechou o evento da Fiems nesta noite (Foto: Helio de Freitas)

Renato Câmara - O último a ser sabatinado foi peemedebista Renato Câmara, que é deputado estadual. No encontro, ele falou sobre um novo programa de desenvolvimento para Dourados, focando tanto nas grandes como nas pequenas empresas. Como exemplo, citou trabalho realizado em Ivinhema, onde fez um projeto para atrair empresas.

Ele também relembrou questões que ficaram pelo caminho, como o Porto Seco, se comprometendo a fazer um diagnóstico do município em busca da facilitação para criação de empresas em Dourados, com parcerias de qualificação dos trabalhadores.

Já quanto ao zoneamento industrial, Renato prometeu apresentar um plano para todo o setor, separando empresas de confecções, noveleiras e calçadistas, por exemplo. Nessa divisão por segmento, seriam já apresentados quais áreas cada uma delas poderia podem ocupar.

Além disso, o plano traria incentivos para expansão da linha de produção e que se instale nos locais adequados. Longen também pediu compromisso com as parcerias públicos privadas, e Câmara defendeu a autonomia do Distrito Industrial douradense, algo que facilitaria a criação destas parcerias.

"Precisa de vontade política e a Fiems pode contar com nossa parceria e apoio", declarou o peemedebista, que prometeu estudar o projeto de ecopontos para incentivar a coleta sustentável de resíduos, mas deixando claro que o serviço envolve custos e que alguém teria que financiá-lo.

Sobre a demora na concessão de alvarás, Longen também questionou Renato sobre isso. "Levantamento feito antes da campanha identificou problemas causados pela burocracia e que precisam ser corrigidos para a cidade funcionar", disse, prometendo em seguida criar atendimentos no mesmo espaço, simplificando as demandas.

Antes do fim do debate, Renato disse que a sabatina diminui as distâncias e acaba com as "ilhas" que existem em vários setores, fazendo compromisso de fazer uma administração próxima dos empresários e demais setores produtivos de Dourados.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions