A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/09/2010 21:29

Candidatos debatem sobre vídeos e quebradeira da Sanesul

Redação

O terceiro bloco do debate da TV Morena entre os candidatos ao governo de Mato Grosso do Sul girou em torno de temas polêmicos como a "quebradeira" da Sanesul e vídeos divulgados no Youtube que revelam indícios de corrupção.

O candidato Zeca do PT abriu o bloco questionando Nei Braga, do PSOL, a respeito de seus projetos na área da infraestrutura.

Braga disse que seu partido não pretende "inventar a roda" e que pretende colocar em prática bons projetos apresentados por outros governadores, mas não executados.

Na réplica, Zeca abordou outro assunto polêmico ao afirmar que logística tem a ver com a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), que ele pretende "refundar" no caso de ser eleito.

"Quero retomar as 150 máquinas que foram entregues para empreiteiras fazerem o serviço a custo zero", disparou o petista, destacando que seus projetos em infraestrutura também englobam a macrologística. "São hidrovias, rodovias, portos e aeroportos, que auxiliarão na geração de empregos, renda e que transformarão o Estado", respondeu.

Na tréplica, Nei Braga disse que infraestrutura significa usar o dinheiro público de forma correta, já que se trata de um setor que é um "verdadeiro ralo para desvio de recursos".

Outro assunto abordado no terceiro bloco foi o polêmico vídeo em que o deputado estadual Ary Rigo (PSDB) denuncia pagamento de propina para integrantes dos Poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e do Ministério Público Estadual.

Questionado sobre o assunto pelo candidato Nei Braga, Puccinelli justificou afirmando que foi o único candidato a apresentar seu Imposto de Renda desde 2007, quando assumiu a administração estadual, além de certidões de compra e venda de imóveis.

"Fui o único candidato a autorizar a quebra do meu sigilo bancário, fiscal, e desafio os outros candidatos a fazerem o mesmo", declarou o governador.

Puccinelli também afirmou que os vídeos têm caráter eleitoreiro, já que só foram divulgados faltando 15 dias para a eleição.

Na réplica, Nei Braga lembrou que governantes têm a obrigação de cuidar do patrimônio público e que espera o esclarecimento dos fatos. André, na tréplica, disse que sempre pautou sua vida pela austeridade.

Puccinelli prosseguiu com o debate no terceiro bloco questionando Zeca do PT sobre seus feitos pela Sanesul. Zeca disse que recuperou o órgão abandonado pelo seu antecessor, Wilson Barbosa Martins, do PMDB.

"Também melhorei o salário dos servidores sem PAC e sem recursos federais", respondeu, enfatizando que não pretende privatizar a Sanesul se for eleito.

Puccinelli achou "interessante" Zeca ter se "esquecido" do investimento de R$ 19 milhões em uma obra não realizada, afirmando que investiu R$ 420 milhões na Sanesul em pouco menos de quatro anos, sendo R$ 165 milhões do governo federal.

Zeca fez sua tréplica afirmando que o discurso da "quebradeira" da Sanesul é furado e que em vez de aplicar verbas no órgão, Puccinelli fez investimentos com recursos públicos no mercado financeiro.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions