ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, DOMINGO  05    CAMPO GRANDE 26º

Política

Ciro Gomes fala com André por telefone e se diz “triste” por Bernal

Por Edivaldo Bitencourt, Aline dos Santos e Leonardo Rocha | 28/11/2013 09:07
André falou com Ciro Gomes, por telefone,  logo após chegar ao Centro de Convenções (Foto: Cleber Gellio)
André falou com Ciro Gomes, por telefone, logo após chegar ao Centro de Convenções (Foto: Cleber Gellio)

O ex-ministro da Fazenda e da Integração Nacional e secretário estadual de Saúde do Ceará, Ciro Gomes (PROS), falou por telefone, na manhã de hoje, com o governador André Puccinelli (PMDB). Ao chegar para workshop no Ondara Buffet na Capital, o cearense comentou a situação de Campo Grande e afirmou que está “triste” pela situação do prefeito Alcides Bernal (PP).

Gomes utilizou o telefone da secretária estadual de Produção, Tereza Cristina Corrêa Costa, para falar com o governador. Ao atender o ex-governador do Ceará, Puccinelli foi logo elogiando. “Não se fazem mais ministros como antes”, comentou.

E logo em seguida, emendou que Ciro Gomes ajudou muito Mato Grosso do Sul quando foi ministro.

Em seguida, os dois combinaram de se reunirem ainda hoje em Campo Grande. Ciro disse que é muito amigo de Puccinelli, mas também destacou que cultiva amizade com o senador Delcídio do Amaral (PT).

Sobre o destino do PROS em MS, Gomes defendeu que o partido deve manter uma linha nacional. Como ele apóia a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), na prática, o partido pode apoiar o PT e o PMDB no Estado. “Só não pode ser muito incoerente”, ressaltou, sobre apoiar um candidato do DEM ou PSDB.

Ciro Gomes também falou sobre a crise política enfrentada pelo prefeito Alcides Bernal, que corre o risco de ser cassado. “Fico muito triste pelo Bernal e espero que ele supere isso”, comentou o ex-ministro.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário