A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

23/02/2010 12:33

CNJ aposenta compulsoriamente 10 magistrados de MT

Redação

Acusados de envolvimento em um suposto esquema de desvio de recursos públicos para socorrer financeiramente uma loja maçônica em Cuiabá, 10 magistrados (três desembargadores e sete juízes) de Mato Grosso foram aposentados compulsoriamente, nesta terça-feira, pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça). O julgamento é em instância final e não cabe recursos.

Foi uma decisão unânime dos 15 conselheiros, seguindo o voto de um deles, o do relator Ives Gandra da Silva Martins Filho. O relatório teve 63 páginas.

Entre os condenados estão os desembargadores José Ferreira Leite, o ex-presidente do Tribunal de Justiça do Mato Grosso e grã-mestre da Ordem Maçônica do estado, José Tadeu Cury e Mariano Travassos.

Também foram condenados os juízes Marcelo Souza de Barros e Marcos Aurélio dos Reis Ferreira (filho de José Ferreira Leite), Antônio Horácio da Silva Neto, Juanita Clait Duarte, Graciema Caravellas, Maria Cristina Simões e Irênio Lima Fernandes.

De acordo com a denúncia, os desembargadores receberam créditos oriundos do Tribunal de Justiça de forma privilegiada e determinaram o pagamento a alguns magistrados com o objetivo de que todos prestassem auxílio financeiro à Loja Maçônica Grande Oriente.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions