A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

03/07/2014 12:51

Com 26 votos a favor, Mario Cesar é reeleito presidente da Câmara

Leonardo Rocha e Kleber Clajus
Mario Cesar  foi reeleito para presidência da Câmara Municipal por maioria (Foto: Kleber Clajus)Mario Cesar foi reeleito para presidência da Câmara Municipal por maioria (Foto: Kleber Clajus)
Vereadores ressaltaram humildade e equilíbrio para reeleger presidente do Legislativo (Foto: Kleber Clajus)Vereadores ressaltaram humildade e equilíbrio para reeleger presidente do Legislativo (Foto: Kleber Clajus)

Com 26 votos a favor e apenas um contrário, o vereador Mario Cesar (PMDB) foi reeleito, nesta quinta-feira (3), como presidente da Câmara Municipal de Campo Grande. O peemedebista teve apoio da maioria dos colegas que destacaram sua humildade, equilíbrio e competência a frente do Legislativo, principalmente durante momentos turbulentos, como manifestações populares e a cassação do ex-prefeito Alcides Bernal (PP).

Mario Cesar retornou ao cargo com mudança, na terça-feira (1º), no regimento interno que permite a reeleição, benefício suspenso em 2012. Além do peemedebista, a Mesa Diretora também foi definida tendo novamente em sua composição Flávio César (PT do B) como 1º vice-presidente e nos cargos de primeiro e segundo secretário Delei Pinheiro (PSD) e Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB).

Pela “nova” formatação, entram no grupo Thaís Helena (PT) na 2ª vice-presidência e Waldecy Chocolate (PP) como 3º secretário, vaga anteriormente ocupada por Paulo Pedra (PDT) que assume a 3ª vice-presidência.

“A reeleição do Mario representa a autonomia do Legislativo diante do poder Executivo municipal e estadual”, ressaltou Delei Pinheiro. Já Chiquinho Telles (PSD) exaltou o respeito as lideranças comunitárias durante a legislatura com a realização das sessões comunitárias nos bairros.

Zeca do PT apontou como virtude do presidente reeleito a humildade, além de ser favorável a composição “apesar das diferenças partidárias e ideológicas”.

Emocionado, Mario agradeceu a Deus, sua família e seus pares durante discurso. Ele também ponderou que apesar do Legislativo municipal ter passado por momentos “turbulentos”, os trabalhos foram realizados de maneira correta e com agilidade.

“Conseguimos reverter a hostilidade contra a classe política, em junho do ano passado, mostrando o nosso papel em audiências e sessões comunitárias. Não fomos omissos no nosso trabalho e sempre demos o direito ao contraditório”, pontuou o presidente, ao relembrar episódios como a cassação de Alcides Bernal.

A votação que reconduziu Mario Cesar foi extradiordinária e teve duração de 50 minutos. Somente a vereadora Luiza Ribeiro (PPS) foi contrária a reeleição, justificando que é preciso haver alternância na presidência ocupada pelo PMDB por mais de 24 anos na Capital.

Estiveram ausentes na sessão os vereadores Otávio Trad (PT do B), que realizava compromisso externo, e Derly dos Reis, o Cazuza (PP), que chegou a ir até a Câmara Municipal, mas não participou da eleição da Mesa Diretora.




O falecido presidente Hugo Chaves, queria se perpetuar na presidência da Colômbia e para isso, junto com sua corja de militares, alterou a constituição, em desrespeito ao povo colombiano e o que causou protestos da imprensa mundial. Hoje, aqui em baixo de nossos narizes vereadores de Campo Grande, simplismente mudam as regras pra "reeleger" o presidente da Câmara...e o pior que a mídia não transmite essa jogada ao povo campograndensse e é bem provável que esse comentário nem vai a tela.
 
Samuel Gomes em 03/07/2014 15:10:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions