A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

05/10/2014 22:14

Com 7,19%, Marun é o 2º mais votado e assume vaga na Câmara dos Deputados

Michel Faustino
Marun foi o segundo mais votado com 91.816 votos. (Fotos. Divulgação/AL)Marun foi o segundo mais votado com 91.816 votos. (Fotos. Divulgação/AL)

Com 7,19% dos votos, o engenheiro civil e deputado estadual pelo PMDB, Carlos Eduardo Xavier Marun, o Marun, foi eleito para ocupar uma das oito vagas na Câmara dos Deputados, em Brasília. Marun foi o segundo mais votado com 91.816 votos ficando atrás apenas de Zeca do PT, que obteve 12,57%, pouco mais de 16 mil votos.

Carlos Eduardo Xavier Marun é engenheiro civil e deputado estadual pelo PMDB e está em seu segundo mandato. Nas últimas eleições foi reeleito deputado estadual com 40.163 votos, o terceiro melhor votado da coligação.

Nasceu no dia 21 de novembro de 1960 em Porto Alegre (RS) e veio para Mato Grosso do Sul em 1987. Ele é formado em Engenharia Civil e Direito. Quando acadêmico, Marun participou dos movimentos estudantis na luta contra o regime militar. Desde então entendeu que a política era o meio que poderia mudar a história de uma nação.

Já em Mato Grosso do Sul ingressou na vida pública e sempre esteve à frente da defesa dos cidadãos. O primeiro passo na vida pública foi incentivado pelo prefeito Juvêncio César da Fonseca, que o convidou para assumir a Secretaria Municipal de Assuntos Fundiários de Campo Grande em 1996.

Desde que começou a trabalhar e lutar por mudanças, a vontade de transformar a qualidade de vida dos cidadãos crescia diariamente. Em 1997 aceitou o convite do então prefeito André Puccinelli para ocupar o cargo de diretor-presidente da Emha (Empresa Municipal de Habitação), quando implantou programas e projetos habitacionais premiados nacionalmente como o Selo de Mérito Nacional da Associação Brasileira de Cohabs e o Prêmio Melhores Práticas da Caixa Econômica Federal, além de contribuiu para transformar Campo Grande na primeira e única capital sem favelas do País.

A lei que instituiu a Política Municipal de Habitação também é um projeto de Marun. Ele teve diversos programas reconhecidos e premiados nesta área como: Casa da Gente; Fábrica da Gente; Meu Cantinho; Construindo Legal; Aldeia Urbana Marçal de Souza; Programa Habitacional do Servidor Público; Projeto Mudando para Melhor Buriti/Lagoa e Construindo Liberdade.

Em 2002 foi candidato a governador de Mato Grosso do Sul defendendo propostas que visavam atender os anseios de toda a população do Estado. Em 2005 foi eleito vereador em Campo Grande, esteve à frente da liderança da bancada do PMDB na Câmara Municipal até 2006 – mesmo ano em que passa a cumprir o primeiro mandato como deputado estadual.

Em 2007, o governador Puccinelli pediu que Marun deixasse o cargo para assumir a Secretaria de Estado de Habitação e das Cidades. Os trabalhos realizados tiveram destaque nacional. O resultado de três anos e três meses à frente da secretaria foi constatado com a coordenação que viabilizou e garantiu a construção de mais de 44 mil moradias nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

Marun acumulou experiência ao longo da trajetória na vida pública. Foi coordenador da Unidade Executora Municipal do Programa Habitar Brasil, coordenador do Grupo Executivo de Acompanhamento do PAR, membro do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano, presidente da ABC (Associação Brasileira de Companhias de Habitação e Órgãos Assemelhados), membro do CNC (Conselho Nacional das Cidades), presidente do Fórum Nacional dos Secretários de Habitação, presidente do Conselho Estadual das Cidades e presidente do Conselho Gestor do Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions