A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/11/2015 13:31

Comissão tenta mediar acordo entre prefeitura e Hospital Nosso Lar

Leonardo Rocha
Consultor do Hospital Nosso Lar, Paulo Henrique, espera um acordo com a prefeitura para novo contrato (Foto: Divulgação/CMCG)Consultor do Hospital Nosso Lar, Paulo Henrique, espera um acordo com a prefeitura para novo contrato (Foto: Divulgação/CMCG)

O consultor do Hospital Nosso Lar, Paulo Henrique Tognini, esteve nesta manhã (24), na Câmara Municipal de Campo Grande, onde usou a tribuna para pedir apoio no contato com a prefeitura de Campo Grande. A intenção é renovar o contrato, que terminou em agosto. Sem o repasse diminuiu o atendimento de 120 para apenas 25 leitos na unidade.

Ele explicou que até agosto vigorou um contrato, para o repasse de R$ 50 mil da prefeitura por mês, no entanto este se encerrou e até o momento não foi renovado. "Temos capacidade de até 120 leitos para pacientes SUS (Sistema Único de Saúde), mas estamos atendendo 25, se a prefeitura fechar um contrato provisório, podemos subir para 70", disse ele.

Paulo Henrique ponderou que já existe uma conversa em andamento, mas que ainda não foi firmado o contrato. "Na conversa inicial estamos articulando um contrato de outubro a dezembro, com valor mensal de R$ 65 mil, para depois negociarmos outro em 2016".

O Hospital Nosso Lar ainda recebe doações e repasses do governo estadual, no valor de R$ 130 mil mensal, além do governo federal, que é de R$ 43,00 por paciente dia. "Temos certeza que vamos chegar a uma solução e o Hospital com 50 anos de existência não vai fechar".

A Comissão Permanente de Saúde, da Câmara Municipal, entraram em contato com Ivandro Corrêa Fonseca, secretário municipal de Saúde, para tentar marcar uma reunião que possa resolver o impasse. Eles ficaram de combinar uma agenda para discutir este novo contrato. O Hospital Nosso Lar atende pacientes com doenças psiquiátricas.



Um absurdo imperdoável fechar com 12 milhões para publicidade e não pagar o Hospital Nosso Lar. Imperdoável, Sr Prefeito.
 
Daniel em 24/11/2015 14:10:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions