A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/04/2016 14:24

Confira passos do processo de impeachment que começou nesta sexta

Votação acontecerá no domingo; quatro deputados de MS subirão à tribuna da Câmara

Mayara Bueno

A discussão sobre o impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff (PT), que começou nesta sexta-feira (15), culminará com a votação no domingo (17), quando será decidido se o processo será arquivado ou continua, seguindo, desta forma, para a análise do Senado.

Iniciada às 8h55, no horário de Brasília, a discussão segue nesta tarde. Neste momento, discursam deputados do PSB. Mais cedo, já ocorreram manifestações do PSDB, PMDB e PT, além dos autores do pedido de impeachment e do advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, defendendo a presidente.

Às 11 horas de sábado (16), começará uma nova sessão para continuar a discussão do parecer. Os deputados terão três minutos, cada um, para falar. As sessões ocorrerão até que todos falem. De Mato Grosso Sul, discursarão amanhã os deputados Geraldo Resende (PSDB), Carlos Marun (PMDB) e Eliseu Dionisio (PSDB), de acordo com o Portal da Câmara. Hoje, Luiz Henrique Mandetta (DEM), falará por seu partido.

No domingo, a partir das 14 horas, acontecerá a sessão de votação do parecer. O relator Jovair Arantes terá 25 minutos para se pronunciar e os líderes dos partidos falarão em seguida.

O início da votação está prevista para as 15 horas e cada deputado terá 10 segundos para manifestar o seu voto no microfone. Durante a votação, não serão permitidos encaminhamentos dos líderes nem apresentação de questões de ordem pelos deputados. A bancada de MS será a sétima a pronunciar seu voto.

Se for aprovado – Para passar, o processo precisa ter 342 votos favoráveis – são 513 deputados na Câmara. Se for aprovado, a questão seguirá para a análise do Senado, que instalará uma comissão especial para analisar a denúncia e emitirá um posicionamento a favor ou contra. Eleito relator e presidente, os senadores votam o parecer – se aprovado, a presidente afastada e assume interinamente o vice-presidente Michel Temer (PMDB) até o fim do processo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions