A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

03/02/2015 11:35

Contrastando com "panelaço", mulheres protestam em silêncio em visita de Dilma

Ricardo Campos Jr. e Kleber Clajus
Usando camisetas pretas, mulheres protestam em silêncio (Foto: Marcelo Calazans)Usando camisetas pretas, mulheres protestam em silêncio (Foto: Marcelo Calazans)

Contrastando com o panelaço dos manifestantes contra a visita de Dilma Rouseff (PT) em Campo Grande, um grupo de 15 mulheres faz um protesto silencioso nas imediações da Casa da Mulher Brasileira, que está sendo inaugurada pela presidente na manhã desta terça-feira (3). Elas seguram cartazes e usam camiseta do Movimento Pelo Fim da Violência Doméstica Contra a Mulher.

Entre as participantes está a esteticista Roberta de Sá, 33 anos, que vivenciou na pele a dificuldade em receber ajuda quando foi agredida pelo ex-companheiro em 2013. Relata que passou por uma verdadeira via crúcis em busca de atendimento adequado, uma vez que a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) não funcionava de noite e a única alternativa foi procurar uma das Depacs (Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário), que acabaram registrando o fato como “vias de fato”.

“O que adianta acusar alguém da violência sofrida se não conseguir amparo. A mulher precisa de proteção e espaço na sociedade. Acho que com a Casa, as coisas vão mudar, mas ainda são necessárias melhorias”, disse ao Campo Grande News.

A vereadora Luíza Ribeiro (PPS) liderava o grupo. “Muito já se avançou com a instalação da Casa da Mulher Brasileira, mas só a inauguração não basta “não é momento de festa, a presidente deve muito ás mulheres após ter reduzido o orçamento destinado às políticas públicas para as mulheres. Precisamos de mais respeito, mais delegacias da mulher”, relata.

Barulho – Cerca de 90 pessoas, segundo a PM, aguardam a saída da presidente perto do acesso de autoridades à inauguração da Casa da Mulher Brasileira. Eles foram barrados pelo Exército e não estavam no local quando os veículos oficiais chegaram. A quantidade é tímida se comparada aos 6,5 mil que declararam presença pelas redes sociais.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions