A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

28/04/2015 16:38

Delcídio aposta no espírito conciliador para conter ebulição no Congresso

Lidiane Kober
Delcídio quer dialogar com todos os setores do Congresso para ajudar o país (Foto: Divulgação)Delcídio quer dialogar com todos os setores do Congresso para ajudar o país (Foto: Divulgação)

Nomeado nesta terça-feira (28) como novo líder do Governo no Senado, o senador Delcídio do Amaral (PT) aposta no seu espírito conciliador para a ajudar a presidente Dilma Rousseff (PT) a apaziguar os ânimos no Congresso em momento de estado de ebulição.

“Obtive a unanimidade do Conselho em função do espírito conciliador que tenho. Sou uma pessoa de diálogo, que ouve bastante e continuarei sendo desse jeito, não serei um líder que bate de frente, com gritaria”, afirmou Delcídio.

Ele reconhece que a missão não será fácil, principalmente, em meio ao cenário de intrigas e conflitos entre personagens nada coadjuvantes, como o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB) o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB) e a própria presidente Dilma Rousseff.

“Tenho mais essa missão, sem dúvida alguma uma das mais difíceis da minha vida. Mas vou procurar somar, dialogar com a base e a oposição, e, acima de tudo, ajudar o Brasil”, assegurou Delcídio.

Além de apaziguar os ânimos, outra prioridade é dar celeridade a votações importantes. “Além de discutir o projeto que dá 30 dias de prazo para o governo trocar o indexador da dívida de estados e municípios com a União e a questão da terceirização, vou conversar com os líderes de todos os partidos sobre a necessidade de aprovarmos o pacote fiscal elaborado pela equipe econômica, as Medidas Provisórias 664 e 665, que estabelecem novas regras de acesso a benefícios previdenciários e trabalhistas, além de projetos fundamentais para atrair investimentos e desenvolver o país”, citou o senador.

Delcídio foi indicado líder do governo do Senado pela presidente Dilma Roussef através de mensagem publicada nesta terça-feira, 28 de abril, no Diário Oficial da União. O nome do parlamentar sul-mato-grossense foi aprovado por unanimidade pelos membros do Conselho Político.

Atenção a MS – Apesar da dura missão, Delcídio garantiu que, embora tenha de ficar em Brasília de segunda a sexta-feira, não vai deixar de trabalhar para que Mato Grosso do Sul cresça e se desenvolva.

“Fui o parlamentar que, ao longo da história, mais viabilizou recursos federais para o Estado. Em 13 anos, foram mais de R$ 1,8 bilhões para os 79 municípios. É evidente que a liderança do governo vai fazer com que eu tenha que ficar mais tempo em Brasília, mas não há dúvida de que a população vai entender esse meu desafio, até porque a liderança de governo, pela força política da função, vai proporcionar uma ajuda forte ao nosso Estado”, ressaltou.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions