A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

03/05/2012 12:30

Delcídio garante que campanha em Campo Grande será para valer

Wendell Reis

Senador acredita que ainda é cedo para falar em aliança para 2014

Delcídio quer levar a eleição em Campo Grande para o segundo turno (Foto: Wendell Reis)Delcídio quer levar a eleição em Campo Grande para o segundo turno (Foto: Wendell Reis)

O senador Delcídio Amaral, considerado hoje o maior líder do PT em Mato Grosso do Sul, garantiu ao Campo Grande News que o PT não desistirá da candidatura própria em Campo Grande. O senador afirma que na atual situação, com as candidaturas de Vander Loubet (PT) e Edson Giroto (PMDB) postas, fica difícil uma aproximação entre os partidos. Neste aspecto, afirma que o PT vai em frente.

“Não tem banho-maria não. Vamos lutar. Estimular o outro. É importante que a eleição vá para o segundo turno. A eleição indo para o segundo turno mostra que a população quer mudança. Um mesmo partido por 20 anos é tempo demais”.

Delcídio faz questão de dizer que neste ano o foco deve ser a eleição de 2012. Neste sentido, entende que 2014 está longe e que ainda tem muita coisa pela frente. “O tempo vai dizer”, analisou. Hoje, o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), disse que aceitaria uma aliança com o PT em 2014, desde que ele fosse “cabeça de chapa”.

Alianças - O líder do PT entende que não há problema nas alianças montadas pelo interior do Estado, que envolvem todos os partidos. Ele lembra que o prefeito de Dourados, Murilo Zauith, hoje do PSB, foi eleito com o apoio do PT, mesmo sendo do DEM. Delcídio afirma que as especulações sobre as conversas entre partidos são feitas apenas com o intuito de “desestabilizar”.

Recentemente, o presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos, disse que a aproximação entre o PSDB e o PT deixaria o PMDB livre para apoiar Dilma Rousseff (PT) em 2014. O governador André Puccinelli (PMDB), por sua vez, disse que vai esperar para ver a união entre o PSDB e o PT do “ex-governador Zeca do PT”.



No estado o digníssimo senador acha mt tempo, quero ver a nível de Brasil, o PT stá indo pra doze anos no poder, vamos ver nas próximas eleições para presidente se ele vai achar q o PT tem q sair da presidencia, sinceramente, todos políticos pensam diferentes quando não são eles q stão no poder, e mt mais diferentes ainda quando não querem perder o poder, ou seja dois pesos dua medidas. PMDB sempr
 
Helio Floriano em 03/05/2012 06:33:59
o sr Senador uma otima pessoa no partido errado tem fassado na sua costa pense nisso
 
ivan rocha em 03/05/2012 06:26:23
( Um mesmo partido por 20 anos é tempo demais”.) Não senador não é muito tempo não, se o partido que está no poder faz o trabalho que o PMDB vem fazendo em todos estes anos em Campo Grande e agora também no estado, muito tempo seria se o PT do Zéca estivesse no comando até hoje com toda aquela roubalheira que ele montou para assaltar os cofres do estado, que o diga o MPE e MPF.
 
antonio mazeica em 03/05/2012 01:05:54
é isso ai Senador, estaremos lado a lado nessa disputa, nessa campanha serei novamente um soldado deste partido que sempre lutou ao lado dos trabalhadores.
 
wilson galeano em 03/05/2012 01:02:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions