A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

02/03/2016 20:35

Delegado da PF diz que investigação aponta que Cimi instigou ocupações

Nyelder Rodrigues

Em depoimento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) criada pela Asssembleia Legislativa para apurar a atuação do Cimi (Conselho Missionário Indigenista) nas ocupações de áreas em litígio, o delegado da PF (Polícia Federal), Marcelo Alexandrino de Oliveira, afirmou que investigação aponta o Cimi como incitador de ocupações.

Nessa quarta-feira (2) à tarde, foi realizada a 13ª reunião da CPI do Cimi. No depoimento, o delegado diz que após dois anos de investigações, o inquérito foi entregue ao MPF (Ministério Público Federal) no ano passado.

“Durante as investigações foram periciados o notebook e gravador do jornalista do Cimi, conhecido como Ruy Sposati. No gravador foi encontrado áudio de uma reunião entre indígenas e integrantes do Conselho, onde os indígenas eram parabenizados e incentivados a continuar resistindo à invasão”, relatou o delegado.

Em seu depoimento, Oliveira também relatou seu trabalho durante a invasão à Fazenda Buriti, em 2013, localizada na região de Sidrolândia. A Polícia entrou em confronto com os indígenas na fazenda Buriti, em Sidrolândia, durante reintegração de posse. Na confusão, o terena Oziel Gabriel foi morto.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions