A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/12/2013 13:24

Deputada quer “reforma agrária” para comunidade indígena em MS

Leonardo Rocha
Caseiro espera que índios tenham condições de produzir em suas terras (Foto: Divulgação)Caseiro espera que índios tenham condições de produzir em suas terras (Foto: Divulgação)

A deputada estadual Mara Caseiro (PT do B) afirmou que a melhor alternativa para os povos indígenas é se fazer uma reforma agrária, assim como já é proposto ao MST (Movimento Sem Terra) e Fetagri (Federação dos Trabalhadores de Agricultura).

“Não podemos mais isolar os índios e tratá-los de forma diferente, é preciso se estabelecer um política de terras, com lotes definidos e condições para que eles possam produzir”, ressaltou ela.

Caseiro aponta que é preciso pensar na “evolução” da comunidade indígena, para que eles não fiquem apenas dependentes de programas sociais do poder público.

“Pode existir até uma cooperação da sociedade civil, como a Famasul e outras entidades, mas não se pode continuar tratando a questão das terras indígenas, sem uma política adequada”, frisou ela.

Espera – A classe política de Mato Grosso do Sul espera que nesta semana as resoluções do governo federal comecem a entrar em prática no Estado.

O deputado Pedro Kemp (PT) afirmou que o cronograma seria apresentado, começando pela fazenda Buriti, em Sidrolândia e se estendo até Japorã.

O governador André Puccinelli (PMDB) também ponderou que após as adequações do Fepati (Fundo Estadual para aquisição de terras indígenas), de acordo com os requisitos apresentados pela União, todas as condições estão propícias para o início das aquisições das terras em conflito.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions