ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 15º

Política

Deputada tenta emplacar requerimento para saber destino de livros barrados em MS

O Avesso da Pele foi considerado polêmico e recolhido de 75 escolas estaduais

Por Silvia Frias e Caroline Maldonado | 23/04/2024 12:35
O Avesso da Pele já havia sido distribuído para 75 escolas de MS (Foto/Arquivo)
O Avesso da Pele já havia sido distribuído para 75 escolas de MS (Foto/Arquivo)

A deputada estadual Gleice Jane (PT) tentou emplacar requerimento para pedir explicações ao governo estadual sobre a destinação que será dada aos exemplares do livro “O Avesso da Pele”, recolhido de 75 escolas estaduais para análise, por supostamente conter trechos considerados impróprios para alunos de 14 a 16 anos.

No requerimento apresentado após as votações, a deputada questiona se foi feita análise técnica por profissionais da educação para retirada do livro nas escolas. Também pergunta o que será feito dos livros, comprados com recursos públicos.

Gleice Jane explicou que a intenção não é fazer com que o livro volte a ser usado nas 75 escolas estaduais que o haviam adotado, mas esclarecer alguns pontos sobre a medida tomada em MS e outros dois estados e da importância de análise técnica. Para isso, comparou: “Vocês fariam cirurgia com profissional que não é médico?”.

O deputado estadual Zé Teixeira (PSDB) adiantou que seria contrário ao requerimento e respondeu à comparação feita pela colega. “Não faria cirurgia sem ser com médico, mas também não daria para minha neta esse livro, que deveria ser para maiores de 21 anos”, disse. “Família que educa; na escola, é só o saber”.

Gleice rebateu, dizendo que, enquanto lia o livro, lembrou de inúmeros casos que presenciou quando trabalhava como professora, como de duas adolescentes de 13 e 15 anos, casadas, uma delas, explorada pela família. Argumentou que o livro traz discussão de temas atuais que ocorrem com meninas e não depois dos 21 anos.

No final da discussão, estavam presentes apenas os deputados Roberto Hashioka (União Brasil), João Henrique Catan (PL), Zé Teixeira e Rinaldo Modesto (Podemos).

Gleice Jane tentou votar requerimento durante sessão hoje, na Alems (Foto/Divulgação/Alems)
Gleice Jane tentou votar requerimento durante sessão hoje, na Alems (Foto/Divulgação/Alems)

Rinaldo foi quem deu a solução. Disse que já não havia quórum para votação e propôs que os questionamentos fossem feitos por meio da Comissão de Educação.

Os exemplares recebidos pelo MEC (Ministério da Educação) foram recolhidos por decisão do governador do Estado, Eduardo Riedel. Segundo a SED, o livro já havia sido enviado para 75 das 349 unidades escolares de MS.

No site da editora, “O Avesso da Pele” é descrito como romance sobre as relações raciais, sobre violência e negritude. Vencedor do prêmio Jabuti, conta a história de Pedro, que, após a morte do pai, assassinado numa desastrosa abordagem policial, sai em busca de resgatar o passado da família e refazer os caminhos paternos.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.


Nos siga no Google Notícias