A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

31/03/2010 10:37

Deputado afirma que violência caiu em Coronel Sapucaia

Redação

O deputado estadual Paulo Corrêa (PR) ocupou nesta manhã a tribuna da Assembléia Legislativa para apresentar dados que comprovam a queda de violência no município de Coronel Sapucaia, na fronteira com o Paraguai.

O pronunciamento rebate matéria divulgada ontem pelo Campo Grande News, que mostra a cidade como a mais violenta de Mato Grosso do Sul e a quinta no ranking nacional.

Ele também criticou outra reportagem em que a cidade foi a última a ser escolhida pelos novos delegados da Polícia Civil, devido aos altos índices de violência.

"Esse tipo de imagem só destrói a autoestima do povo da região, onde mora gente ordeira, trabalhadora e que possui uma terra de grande qualidade", disse.

Paulo Corrêa apresentou dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que comprovam a queda dos índices de violência.

Em 2009, foram 16 homicídios dolosos na cidade, contra apenas 2 este ano, até o momento. Um deles é contestado pelo parlamentar, que alega que o crime não aconteceu dentro do município.

No ano passado, foram 20 furtos contra 5 este ano (até o momento). Neste primeiro trimestre ocorreu apenas um roubo na cidade, contra 12 no ano passado.

Paulo Corrêa também destacou a produção agrícola no município. São mais de 10 mil hectares de milho, 10.600 hectares de soja, sem contar com a produção de frutas e de leite.

"Hoje o povo de Coronel Sapucaia quer esquecer os desmandos do passado, essa fama de cidade violenta, hoje reina a paz na cidade. E o governo tem trabalhado por isso", alertou o parlamentar.

Durante aparte, o líder do governo na Casa, Youssif Domingos (PMDB), disse que os dados demonstram que o trabalho do governador André Puccinelli (PMDB), de combate à violência, tem surtido efeito.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions