A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

07/04/2011 17:22

Deputado vai ao MPF para questionar contrato de concessão da Enersul

Fabiano Arruda

Paulo Duarte abordou o tema em discurso na sessão desta quinta

Petista usou tribuna nesta quinta para criticar a Enersul. (Foto: Divulgação)Petista usou tribuna nesta quinta para criticar a Enersul. (Foto: Divulgação)

Em discurso na tribuna na sessão desta quinta-feira na Assembleia Legislativa, o deputado Paulo Duarte (PT), informou que irá entrar com uma representação no MPF (Ministério Público Federal) para questionar cláusulas do contrato de concessão da Enersul.

O petista tomou a decisão após o reajuste médio de 17, 46% na tarifa de energia elétrica, que começará a ser aplicado em todo o Estado a partir de amanhã.

De acordo com Paulo Duarte, o consumidor sul-mato-grossense é refém de "uma ditadura instalada pelas concessionárias de serviços públicos e homologada pelas agências reguladoras".

“As concessionárias não correm nenhum risco. O contrato de concessão oferece a elas uma garantia que nenhuma empresa hoje no Brasil possui: a certeza de lucro no final da concessão”, dispara o parlamentar, segundo informações de sua assessoria.

Duarte também questionou os chamados “gatos” registrados pela empresa. “O consumidor de Mato Grosso do Sul paga por eventuais ligações clandestinas. Ora, a empresa tem que descobrir essas ligações e resolver o problema e não repassar isso para o usuário”, criticou.

Em relação ao aumento, Paulo Duarte questionou o fato do trabalhador receber um reajuste salarial médio de 5% a 6%, enquanto as fornecedoras ficam livres para praticar aumentos até cinco vezes maiores do que a inflação registrada no período.

“Toda a população de Mato Grosso do Sul ficou indignada com esse aumento de mais de 17%, enquanto que a inflação não passa de 5,9%. Fazer essa representação no Ministério Público é o caminho que nos resta, senão nós ficamos sempre nos lamentando e esperando o próximo aumento”, encerra.

Mato Grosso tem 815 mil clientes da Enersul. O percentual aprovado para o reajuste da Enersul é o maior entre as 10 concessionárias de energia que estão tendo reajustes aprovados este mês.

O índice é apenas um pouco menor do que a empresa havia solicitado: 17,56%. Conforme o relatório final que aprovou o aumento, o reajuste de fato é de 12,33%, mas a percepção ao consumidor será em média de 17,49%.

Em protesto contra tarifa, consumidores vão entregar aparelhos à Enersul
Manifestação será sábadoEm protesto contra o reajuste da tarifa de energia elétrica, consumidores vão entregar aparelhos usados à Enersul.A manifest...
Fracassa movimento político e Aneel autoriza reajuste de 17,49% para luz
A partir de 8 de abril, a tarifa de energia elétrica vai ficar em média 17,49% mais cara para os 815 mil clientes da Enersul (Empresa Energética de M...
Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...


O melhor protesto que o povo poderia fazer, e mostrar pra essa exploradora de serviços publico que temos força e ela depende de nós era não pagar a conta de energia desse mes.acho que assim eles pensariam no mínimo um pouquinho nesse povo tão sofrido e quem sabe não aceitaria negociar um tarifa menor.
 
Paulo Cesar em 09/04/2011 08:43:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions