ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 24º

Política

Deputado vai recorrer de decisão que manda PSL lançar Siqueira a prefeito

Justiça Eleitoral validou votos de apenas cinco participantes de convenção realizada em 13 de setembro

Por Aline dos Santos | 27/09/2020 17:41
Convenção virtual do PSL escolheu Loester (no alto, à direita), mas Justiça decidiu que Siqueira (no alto, à esquerda) deve ser o candidato.
Convenção virtual do PSL escolheu Loester (no alto, à direita), mas Justiça decidiu que Siqueira (no alto, à esquerda) deve ser o candidato.

O deputado federal Loester Carlos, o Tio Trutis, vai recorrer da decisão da Justiça Eleitoral, datada de hoje, que determinou que o vereador Vinicius Siqueira seja o candidato do PSL na disputa pela prefeitura de Campo Grande. Desta forma, o deputado, que até já registrou sua candidatura a prefeito no TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral), tenta voltar ao páreo.

Conforme nota oficial do diretório municipal, as assessorias jurídicas do PSL em Campo Grande e da direção nacional trabalham para apresentar recurso.

“Tendo em vista que a decisão fere frontalmente o Estatuto do Partido Social Liberal, uma vez que o PSL Nacional já se manifestou a respeito da completa validade da Convenção Partidária realizada, reconhecendo a legitimidade de voto do vice-presidente, do primeiro secretário e do primeiro tesoureiro como convencional”.

 A decisão da juíza eleitoral Joseliza Alessandra Vanzela Turine, registrada à 1h05 de hoje, validou somente o voto de cinco participantes da convenção virtual do PSL, realizada em 13 de setembro. O placar ficou com três votos para Siqueira e dois para Loester Carlos.

Com essa configuração, Loester teve dois votos: o seu e do tesoureiro-geral Márcio Roberto Pereira de Souza.

Siqueira foi o escolhido de dois titulares da comissão provisória: secretário-geral e primeiro vogal, respectivamente Paulo de Mattos Pinheiro e Rhiad Abdulahad. Mas a Justiça também validou o seu voto,  na condição de representante da Câmara dos Vereadores, lhe dando o placar de 3 a 2.  Agora, o partido deve deliberar sobre a escolha do vice-prefeito.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário