A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

18/09/2013 12:30

Deputados admitem aproveitar prazo e trocar de partido até outubro

Leonardo Rocha
Osvane diz que recebeu propostas do PSDB e PDT (Divulgação)Osvane diz que recebeu propostas do PSDB e PDT (Divulgação)
Lídio vai trocar por ter não ter clima no PP (Foto: Divulgação)Lídio vai trocar por ter não ter clima no PP (Foto: Divulgação)

Alguns deputados admitiram que podem trocar de partido até o dia 6 de outubro, data limite para novas filiações partidárias para eleição de 2014. Entre eles estão os deputados Lídio Lopes (PP) e Osvane Ramos (PT do B). Eles afirmaram que podem concorrer por outras legendas na eleição do ano que vem.

Osvane Ramos, que assumiu a vaga de Diogo Tita, destacou que já recebeu convites tanto do PSDB como do PDT, e que se sentiria “confortável” nas duas legendas. No entanto, ainda vai analisar melhor a proposta. “Não gostaria de sair do PT do B, mas se houver imposição ou decisão de cima para baixo para as alianças de 2014, prefiro procurar outro local, o partido precisa respeitar seu estatuto e ouvir todas as possibilidades”, afirmou ele.

Ramos é contra a continuação da parceria com o PMDB, sem que haja espaço para ouvir outros partidos como PT e PSDB. “Temos que ter autonomia, se não tiver não compensa”, destacou. O deputado Mário Fernandes (PT do B) já declarou que existe uma parceria firmada da direção estadual do PT do B com o PMDB e que não haverá mudanças em 2014.

“Estou esperando o presidente me chamar para decidirmos o que vai acontecer”, afirmou Osvane. De acordo com ele, caso saia do PT do B irá tentar manter sua vaga na Assembleia até o ano que vem. “Tem que analisar no cenário nacional para saber quantos deputados perderam mandato por mudar de partido”, ponderou.

Decidido – Já o deputado estadual Lídio Lopes (PP) não tem dúvida que vai trocar de partido até o dia 6 de outubro, ele voltou a afirmar que está mais próximo do PEN (Partido Ecológico Nacional), no entanto destaca que qualquer alteração na legislação eleitoral pode mudar seu rumo. “Estou mais perto do PEN, porém se trata de um partido novo e pequeno, ou seja, tenho que ter certeza se vou ter boas condições na eleição do ano que vem”, ressaltou.

Lídio irá deixar o PP, após a direção estadual do partido anunciar sua expulsão por infidelidade partidária.Apesar de recorrer na executiva nacional, o deputado destaca que não há mais “clima” para permanecer na legenda enquanto o prefeito Alcides Bernal (PP) estiver lá.

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


realmente Lídio Lopes, agora sim,vc vai se posicionar a favor de uma campanha,porque na ultima o senhor foi o único que ficou em cima do muro, o senhor era do PP e apoio o andré e mesmo assim se tornou deputado sem fazer nem um esforço, graças ao ex: deputado paulo Duarte que virou prefeito de Corumbá,fica esperto que os irmãos estão de olho em vc.
 
osvaldo willian da silva em 18/09/2013 15:35:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions