A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

26/03/2015 13:58

Deputados afirmam que governadoria regional vai contribuir com Dourados

Leonardo Rocha
Zé Teixeira diz que coordenador precisa ter representabilidade política na região (Foto: Roberto Higa/ALMS)Zé Teixeira diz que coordenador precisa ter representabilidade política na região (Foto: Roberto Higa/ALMS)
Renato Câmara diz que trabalho dará mais agilidade as ações da região junto ao governo (Foto: Roberto Higa/ALMS)Renato Câmara diz que trabalho dará mais agilidade as ações da região junto ao governo (Foto: Roberto Higa/ALMS)

Os deputados afirmaram que a instalação da Governadoria Regional, na região da Grande Dourados, vai contribuir para que estes municípios tenham mais acesso e contato com a administração estadual, e muitas vezes facilitar a implantação de políticas públicas, programas e obras para esta região.

“Será uma ação importante, pois descentraliza um pouco as demandas da Capital, fortalecendo a região da Grande Dourados, que é a segunda maior do Estado, trazendo respostas mais rápidas para a população”, disse o deputado Renato Câmara (PMDB), que tem Dourados, como uma de suas bases eleitorais.

O peemedebista ponderou que esta participação mais efetiva será nas ações de “ordem administrativa”, como em situações que a burocracia atrapalha. “Muitas vezes uma empresa quer agilidade para investimento na região e está distante dos secretários, agora terá um contato direito”.

O deputado George Takimoto (PDT), que também é da região de Dourados, disse que o governo quer ter um acesso mais direito a esta população, ouvindo as reivindicações populares e políticas da região. “Não haverá interferência no trabalho feito pelos deputados, apenas uma complementação, tendo alguém do governo para dar mais agilidade e rapidez nas ações do município”.

Perfil – Já o deputado Zé Teixeira (DEM), aliado do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), ponderou que o responsável por coordenar este trabalho, na região de Dourados, precisa ser alguém com “representação política”, qualificado e tendo este acesso às lideranças da região.

“O coordenador deve ter acesso direto com o secretário de Governo (Eduardo Riedel), para resolver estas pendências, muitas vezes é preciso resolver questões com o governo e este departamento pode evitar uma viagem a Campo Grande, resolve e dá o suporte necessário já no município”.

Reinaldo afirmou, nesta quinta-feira (26), que pretende anunciar os nomes que vão compor esta equipe em Dourados, na semana que vem, que vai dispor de uma estrutura mínima, para realizar este trabalho. Ele ponderou que os escolhidos serão do município, com a intenção de ter uma “olhar especial”, para a segunda maior região do Estado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions