A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

28/04/2017 11:10

Deputados apresentam projeto que fixa piso salarial dos farmacêuticos

Leonardo Rocha
Rinaldo Modesto e Paulo Siufii, autores do projeto (ao centro) conversam com colegas (Foto: Assessoria/ALMS)Rinaldo Modesto e Paulo Siufii, autores do projeto (ao centro) conversam com colegas (Foto: Assessoria/ALMS)

 Os deputados Paulo Siufi (PMDB), George Takimoto (PDT), Mara Caseiro (PSDB) e Rinaldo Modesto (PSDB) apresentaram projeto, que fixa o piso salarial dos farmacêuticos, em Mato Grosso do Sul. A intenção é valorizar os profissionais, e atender uma reivindicação que é antiga do setor.

O pagamento desta remuneração mínima serão aos profissionais que trabalham em laboratórios de análises clínicas; farmácia hospital; indústria farmacêutica; distribuidoras, farmácias e drogarias, profissionais estaduais da saúde pública, assim como aos farmacêuticos bioquímicos.

O piso salarial será fixado em R$R$ 3.748,00 para jornada de 40 a 44 horas semanais. O valor de R$ 2.811,00 será para 30 horas, R$ 1.874,00 em de 20 (horas) semanais e R$ 937,00 em 12 (horas). O reajuste anual deverá ser concedido sempre no dia 1° de janeiro, do ano subsequente, seguindo o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

“É uma categoria que tem grande responsabilidade e uma rígida cobrança por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, portanto, deve receber o salário compatível com sua incumbência", disse Siufi. O deputado ressalta que a jornada destes profissionais é desgastante, por isso precisa ser valorizada.

De acordo com o autor, a média salarial nacional para os farmacêuticos fica em torno de R$ 2.700,00. O projeto segue para as comissões da Assembleia, para depois ser votado em plenário pelos deputados estaduais. Caso seja aprovado, ainda passa pelo crivo do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions