A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

16/09/2014 13:15

Deputados aprovam atendimento médico emergencial em universidades

Leonardo Rocha
Deputados aprovam dois projetos na sessão de hoje na Assembleia (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Deputados aprovam dois projetos na sessão de hoje na Assembleia (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)

Os deputados estaduais aprovaram, na sessão de hoje (16), o projeto de autoria do deputado Maurício Picarelli (PMDB) que prevê a implantação de posto médico para atendimento emergencial nas universidades, que estão em Mato Grosso do Sul. A proposta agora segue para sanção do governador André Puccinelli (PMDB).

Este projeto foi formulado em função da morte de uma aluna no dia 19 de março, em uma universidade de Campo Grande, após passar mal e falecer em função da demora da prestação de socorro no local, até a chegada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que de acordo com a proposta, tem dificuldade em atender todos os chamados com rapidez ao longo do dia.

Nesta proposta, deve ser prestado socorro por um profissional habilitado e por um médico, em relação aos primeiros socorros nas universidades, com encaminhamento para as unidades de saúde e hospitais.

As instituições particulares podem contratar empresas particulares que prestam serviço de atendimento de urgência, para atender este público, assim como afixar cartazes, em locais de destaque, que informem os alunos a localização do posto médico e do telefone de emergência.

Outros -Também foi aprovado em primeira votação o projeto que dispõe sobre as diretrizes urbanísticas para a instalação de infraestrutura de suportes das estações rádio base e equipamentos, para destravar a liberação de licenças e garantir sinal (celular) nas cidades do Estado.

A proposta do presidente da CPI da Telefonia vai de encontro a uma reclamação das operadoras (telefonia), sobre a dificuldade de instalar antenas no Estado e que por esta razão falta sinal. "O projeto é um passo importante para melhorar a qualidade do serviço em Mato Grosso do Sul”.

O projeto ainda permite que seja instalada antenas próximas a praças, centros esportivos, áreas verdes e parques, com a autorização devida do órgão competente. Também estabelece 100 metros de distância entre as torres, assim como a validade das licenças que agora passam a ser de dez anos, ao invés de quatro.

Justiça Federal determina que bens de ex-prefeita sejam bloqueados
Cinco pessoas, entre elas a ex-prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura, estão na lista em que a Justiça Federal determina o bloqueio de bens sob acusaç...
Maia diz que retomará votação sobre reforma política na próxima terça-feira
Após dar início à votação da Proposta de Emenda Constitucional da reforma política, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions