A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/05/2015 13:00

Deputados aprovam moção de repúdio contra parlamentar do Maranhão

Leonardo Rocha
Deputados aprovam moção de repúdio contra parlamentar que criticou Campo Grande (Foto: Roberto Higa/ALMS)Deputados aprovam moção de repúdio contra parlamentar que criticou Campo Grande (Foto: Roberto Higa/ALMS)

Os deputados aprovaram moção de repúdio contra o deputado estadual do Maranhão, Alexandre Almeida (PTN), que disse durante uma discussão na Assembleia Legislativa do seu estado, que Campo Grande se tratava de uma cidade pequena, sem expressão nacional. Esta declaração foi enviada aos parlamentares sul-mato-grossenses, que resolveram demonstrar sua indignação com esta atitude.

Esta moção apresentada pelo deputado Ângelo Guerreiro (PSDB), teve o apoio de todos os deputados da Casa de Leis, que ressaltaram que a atitude foi um “desrespeito” a capital de Mato Grosso do Sul, que possui sim sua expressão e importância no cenário nacional. Eles ainda alegaram que todas as pautas quando envolvem cidades de fora do Estado, sempre é tratado com a maior consideração aos municípios citados.

“Os deputados estaduais precisam respeitar para serem respeitados, por isso apresentei moção de repúdio contra essa declaração infeliz do parlamentar do Maranhão”, disse Guerreiro.

O motivo da declaração de Alexandre Almeida, foi porque estava em debate na Assembleia do Maranhão, a privatização do setor de abastecimento de água para cidades do interior do estado, quando um dos colegas de legislativo citou que esta ação é feita com sucesso em capitais do país, entre elas Campo Grande.

O ex-presidente da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), o deputado estadual José Carlos Barbosa (PSB), no dia do fato, ressaltou que as empresas privadas do setor de abastecimento de água fazem um ótimo trabalho, citando a empresa Águas Guariroba e a Sanesul.

O deputado João Grandão (PT) ressaltou que inclusive seria um absurdo, depois desta declaração, a Assembleia Legislativa não se manifestar com firmeza em defesa de Campo Grande e Mato Grosso do Sul.

Guerreiro revelou que o presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (PMDB), foi comunicado pela assessoria do deputado do Maranhão, que este poderia vir pessoalmente a Campo Grande, para pedir as devidas desculpas.

“Houve esta informação, mas nada oficial, nenhuma ligação ou documento enviado pelo deputado, portanto mantemos a moção de repúdio”.

Deputado do Maranhão causa polêmica ao chamar Capital de "inexpressiva"
A Assembleia Legislativa decide amanhã se aprova moção de repúdio contra o deputado estadual do Maranhão, Alexandre Almeida (PTN), que disse que Camp...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions