A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/03/2014 13:04

Deputados discutem envio de emendas para finalizar hospital da Cassems

Leonardo Rocha
Lauro Davi, ex-presidente da entidade, explicou que a obra custará R$ 61 milhões e que  a Cassems está correndo atrás de apoio (Foto: Divulgação)Lauro Davi, ex-presidente da entidade, explicou que a obra custará R$ 61 milhões e que a Cassems está correndo atrás de apoio (Foto: Divulgação)
Marquinhos Trad afirmou que haverá uma definição de valor em emendas para envio a Cassems, que será em nome da Casa (Foto: Divulgação)Marquinhos Trad afirmou que haverá uma definição de valor em emendas para envio a Cassems, que será em nome da Casa (Foto: Divulgação)

Os deputados estaduais se reuniram hoje (11) com o presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de MS), Ricardo Ayache, para discutir o envio de emendas parlamentares individuais para a finalização do hospital da instituição, em Campo Grande.

A proposta inicial da Cassems era que cada deputado disponibilizasse R$ 100 mil para contribuir para a conclusão do hospital, o que iria gerar um montante de R$ 2,4 milhões.

Entretanto ficou combinado que haverá uma nova reunião para se definir um valor em nome de toda Casa, mas até o momento não definido. O deputado Marquinhos Trad (PMDB) explicou que cada deputado tem R$ 800 mil de emendas individuais, porém precisa contribuir com entidades e instituições de todo Estado.

“São 79 municípios e muitas entidades e instituições pedindo apoio para seus projetos, no final o recurso fica pouco, mas vamos definir em conjunto para apoiar a Cassems”.

O deputado Lauro Davi (PROS), ex-presidente da entidade, ressaltou que o projeto do hospital da Cassems terá o custo de R$ 61 milhões, sendo que R$ 38 milhões já foi conseguido através do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste), restando então R$ 23 milhões para ser terminado.

“Temos dois terrenos que com a venda será arrecadado R$ 10 milhões, e o restante vamos correr atrás”, explicou ele.
Davi ressaltou que houve o aumento do repasse do governo estadual de 3,75% para 6%, no entanto este reajuste vai acontecer de forma gradual, em 0,25% por ano, até chegar à meta desejada.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions