A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

02/10/2009 10:00

Deputados protocolam no TRE relatório sobre saída do PDT

Redação

Os deputados estaduais Ary Rigo e Onevan de Matos, mais novos tucanos sul-mato-grossenses, antes de assinarem a filiação na manhã de hoje ao PSDB, estiveram no TRE (Tribunal Regional Eleitoral), onde protocolaram documentos com todos os motivos que os fizeram abandonar o PDT.

O relatório tem 19 páginas e serve de segurança para possível ação por infidelidade partidária. O PDT já avisou que vai os mandatos na Justiça, alegando que os dois não poderiam deixar o partido antes do término dessa legislatura.

O documento foi encaminhado à Executiva Nacional e ao Diretório Regional do Mato Grosso do Sul, além dos municipais de Campo Grande e de Naviraí, base política de Onevan de Matos.

Na Notificação de Desfiliação Partidária, Ary Rigo, Coronel Ivan de Almeida e Onevan de Matos, colocam que é "pública e notória a gravíssima situação vivida pelo PDT no Estado de Mato Grosso do Sul nos últimos dias, até pela enorme repercussão que os fatos que o envolvem tomaram nos jornais locais, tanto escrito quanto televisivo e de internet". Ivan deve se filiar ao DEM.

Na justificativa, os três também dizem que "o partido, para atender ao interesse exclusivo e único de um de seus filiados e Deputado Federal (Dagoberto Nogueira), deixou claro para todo o povo do Mato Grosso do Sul que os Deputados Estaduais subscritores da presente notificação não são mais aceitos".

Segundo o deputado Onevan de Mattos, ele e Rigo "sofreram ameaças", de que não teriam espaço para concorrer em 2010 à reeleição.

Ele também conta que os dois enfrentaram discussões que deixaram clara a incompatibilidade com os demais membros do PDT, principalmente, após a intervenção da cúpula nacional.

Na opinião de Onevan, o fato do atual presidente Ary Rigo, ter pedido o comando por ordem da executiva Nacional, foi uma demonstração de "arbitrariedade".

"Eles ameaçaram inclusive negativa de legenda, praticamente nos empurraram para fora do partido. Não tínhamos condições de ficar", comentou Onevan.

O documento foi encaminhado à Executiva Nacional e ao Diretório Regional do Mato Grosso do Sul e também aos municipais de Campo Grande e de Naviraí, base política de Onevan de Matos.

Na "Notificação de Desfiliação Partidária", Ary Rigo, Coronel Ivan de Almeida e Onevan de Matos, colocam que é "pública e notória a gravíssima situação vivida pelo PDT no Estado de Mato Grosso do Sul nos últimos dias, até pela enorme repercussão que os fatos que o envolvem tomaram nos jornais locais, tanto escrito quanto televisivo e de internet".

Na justificativa, "o partido, para atender ao interesse exclusivo e único de um de seus filiados e Deputado Federal (Dagoberto Nogueira), deixou claro para todo o povo do Mato Grosso do Sul que os Deputados Estaduais subscritores da presente notificação não são mais aceitos".

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions