A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/02/2011 13:12

Deputados se dizem de “oposição” para tentar formar o “blocão” na AL

Ítalo Milhomem

O deputado Alcides Bernal (PP), disse que ainda tenta junto com os outros deputados a articulação de um bloco para disputar as comissões permanentes na Assembleia.

“Nós fomos eleitos pela coligação A Força do Povo, e independente de bloco iremos manter nossas propostas, mas não uma posição radical”.

Alcides disse que o PT, que ele já chamou do “Partido do Eu Sozinho” precisa colocar uma defesa concreta na mesa de discussões, pois a oposição é o que o grupo de pequenos quer.

Já o deputado Lauro Davi (PSB), que foi eleito pela coligação “Amor, Trabalho e Fé”, que apoiava a reeleição do governador André Puccinelli, e hoje se intitula “independente”, disse que naturalmente os partidos minoritários são oposição ao governo.

“O bloco é naturalmente oposição, se você é minoria, você é oposição. Mas não é uma oposição contra o governador André Puccinelli”

Segundo David, ser bloco de oposição não é “vestir a camisa” para bater em alguém especifico como a pessoa do governador, simplesmente por ser oposição.

“Não precisamos ser um bloco para votar contra o governo ou com a base do governo”, ressalta o deputado.

Ele exemplifica de projetos de lei que chegam de última hora para ser votados e são empurrados guela a baixo, já que o governo tem a maioria dos deputados.

“Se tivesse o bloco isso não acontecia, teria que discutir isso antes de votar, mas para isso é preciso ter coragem. O PT sozinho não tem poder, só tem uma indicação, com mais dois deputados na comissão (indicados pelo bloco) teria como mudar relatórios e até mudar a presidência de comissões se quisesse.” pontua Davi.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions