A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/03/2011 11:58

BB deve elaborar até sexta norma exclusiva para produtores de MS

Fabiano Arruda

Medida visa facilitar a negociação das dívidas com o banco

Senadores se reúnem com ministro em Brasília nesta quarta. (Foto: Divulgação)Senadores se reúnem com ministro em Brasília nesta quarta. (Foto: Divulgação)

O Banco do Brasil se colocou à disposição para elaborar, até sexta-feira, norma exclusiva para negociação de dívidas de produtores de Mato Grosso do Sul, que registraram perdas com a safra de soja por conta das chuvas.

A informação é do senador Waldemir Moka (PMDB) que manteve a negociação com a superintendência nacional do banco. A partir da norma serão definidas regras para acordo com os produtores.

“Gostaria de agradecer a agilidade do Banco do Brasil em atender nosso pedido”, disse o parlamentar.

Moka também revelou que, no dia 31 de março, reunião no CMN (Conselho Monetário Nacional) vai defender a excepcionalidade da negociação de dívidas para os produtores do Estado, mas, mostrou-se confiante que a norma do Banco do Brasil na sexta-feira possa antecipar a decisão da reunião agendada.

O senador peemedebista determinou ainda que sua assessoria técnica entre em contato com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) para fazer levantamentos das dívidas dos produtores com outros bancos, embora a maioria seja do Banco do Brasil.

Ontem, durante reunião da Famasul, o superintendente estadual do BB, Luis Alves, já havia afirmado que a instituição iria atuar para facilitar a negociação com os produtores de Mato Grosso do Sul.



Considerando as perdas causadas pelas chuvas, acho justo uma renegociação. Porém, não vai demorar a aparecer lideranças rurais pleiteando o perdão das dívidas, como já aconteceu em situações passadas.
Afinal, a produção rural é uma atividade de risco. Nos anos em que a safra é boa, ninguém vê um produtor devolver mais dinheiro ao banco do que o que realmente deve. É um festival de caminhonetes novas, motos e até aviões. Todo mundo feliz.
Mas, quando há prejuízo, querem o perdão das dívidas, jogando o ônus para toda a sociedade.
No entanto, qualquer comerciante que pega um empréstimo para abrir um negócio, se por alguma razão(crise na economia ou o que for) não conseguir pagar suas dívidas, perde tudo o que tem.
 
ricardo griao em 16/03/2011 08:28:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions