A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/04/2015 11:24

Direção do PL aguarda registro nacional para conseguir deputados e prefeitos

Leonardo Rocha
Pastor Jeremias diz que deputados e prefeitos de MS esperam registro nacional para irem ao PL (Foto: Marcelo Calazans - Arquivo)Pastor Jeremias diz que deputados e prefeitos de MS esperam registro nacional para irem ao PL (Foto: Marcelo Calazans - Arquivo)

A direção estadual do PL (Partido Liberal) espera apenas o registro nacional da legenda, para conseguir trazer políticos de renome em Mato Grosso do Sul, que de acordo com os dirigentes, estão desde vereadores, deputados estaduais e até prefeitos do Estado, que já começaram o diálogo, mas que esperam a oficialização para dar um passo mais definitivo.

O presidente estadual, o Pastor Jeremias Flores dos Santos, da Igreja Assembleia de Deus Mato Grosso, ponderou que já foram colhidas as 500 mil assinaturas a nível nacional, sendo repassadas para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), restando apenas a instituição fazer a análise e apuração do material. “Aguardamos esta liberação que está travada, para voltarmos a conversar com estes políticos, que devem integrar nossa legenda”, ressaltou ele.

O dirigente ponderou que em Mato Grosso do Sul, já existem diretórios municipais em Campo Grande, Nova Andradina e Camapuã, tendo o registro firmado em 2013, com mais de 10 mil assinaturas colhidas. “Apesar de já termos nossa meta cumprida, continuamos contribuindo para nacional, temos nossa diretoria executiva que está em pleno vapor”, disse ele.

O Pastor Jeremias explicou que se interessou em fazer parte do partido após conversa com o presidente nacional, o ex-deputado estadual por Goiás, Cleovan Siqueira, que além de amigo o convidou a fazer parte deste projeto político. “Estamos empenhados, para já concorrer em 2016”.

Sobre a possível fusão com o PSD, o presidente estadual ressalta que está ainda no “campo da especulação” e que o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, contribuiu muito na fase da busca por assinaturas. “Se trata de um político de referência nacional, que teve papel fundamental”.

Em relação aos políticos do Estado que já ficaram interessados em fazer parte do novo PL, Jeremias apenas citou que existem vereadores, deputados e prefeitos, mas não quis dar nomes até para não atrapalhar esta articulação. Entre aqueles que estão cotados a ir para nova legenda, está o ex-deputado federal Fábio Trad, que saiu do PMDB e o seu irmão, o deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB), que espera trocar de legenda para poder disputar a prefeitura de Campo Grande.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions