A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

17/02/2011 11:25

Disputa pela CCJR por Trad e Mochi pode gerar baixas no PMDB

Ítalo Milhomem e Paulo Fernandes

O deputado estadual Marquinhos, Trad (PMDB) disse que vai entrar de cabeça na briga pela indicação e a presidência da CCJR (Comissão de Constituição Justiça e Redação) da Assembléia Legislativa, podendo até trocar de partido caso continue sendo desprestigiado pelo PMDB.

Trad argumenta que somente lhe foi oferecido a vice-liderança do partido na casa legislativa este ano.

O entrave para sua indicação estaria no nome do deputado Junior Mochi (PMDB), que também estaria interessado em disputar a presidência da comissão.

Mochi e Trad já se enfrentaram há dois anos pela presidência desta mesma comissão e Mochi saiu vencedor.

Para Trad, Mochi não atuaria com independência na hora de analisar os projetos, já que ocupa a liderança do governo na Assembleia.

Como sugestão, ele colocou seu nome junto ao do deputado novato, Eduardo Rocha (PMDB) para compor as duas vagas que o partido tem direito na CCJR.

Arroyo - Sobre o outro provável concorrente pela presidência, Antônio Carlos Arroyo (PR), Trad fez uma crítica sutil, alegando que a presidência tem que ser de alguém ligado a área do Direito.

“O Arroyo é um engenheiro, mas às vezes troca as paralelas por tangentes”, disparou o deputado.

A reportagem do Campo Grande News conversou com deputado Antônio Carlos Arroyo, que segundo informações de bastidores estaria com pé na presidência na CCJR. Ele disse que está pronto para a disputa.

“Não tem nada definido ainda, mas eu aceito as regras do jogo”, pontuou deputado.

Sobre as críticas do deputado Marquinhos Trad ele disse que “não ouviu” nada da boca dele e preferiu não criar conflitos.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


Venho acompanhando pela TV assembleia todos os trabalhos desenvolvidos por esta casa de leis, referente a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), para exercer a função de presidencia em questão seria o candidato que tenha formação Jurídica, no entanto o Dep. Marquinhos Trad (PMDB) tem credibilidade, competencia e todos os requesitos necessários para assumir esta função, sendo assim ele representa a maioria dos eleitores, pelo fato de ser campeão dos votos da nossa população sul-mato-grossense que é a voz do povo.
 
Rosilei C. Wust em 19/02/2011 08:36:39
DEPUTADO MARQUINHOS TRAD O MAIS PREPARADO ....ATENÇÃO PMDB SE PERDE O DEPUTADO VAI FICAR SEM NOME PARA A PREFEITURA EM ?
 
ADEMAR VIEIRA JUNIOR em 17/02/2011 12:13:16
marquinhos trad e o mais preparado para ccj.e tamben e o mais certo paara prefeitura.
 
carlos do soter. em 17/02/2011 09:37:16
Por obter a maior votação na eleição passado, o Deputado Estadual Marquinhos Trad teria o direito de pleitear a vaga na CCJR, não adianta indicar ou escolher a dedo quem não é capcitado, precisamos de pessoas sérias e honestas.......Não adianta efetuar a tal '' Votação", tem que ser coisa limpa, ficha limpa, não deixar a merce de quem não está nem ai com a população e com os deveres de exercer o mandato eletivo.....
 
Cipriano Martinez em 17/02/2011 03:45:38
O deputado Junior Mochi, pela firmeza e ética em seu trabalho como deputado é novamente o mais cotado para comandar a CCJR, basta avaliarmos os dois anos que ficou frente a comissao, e se quantidade de votos contassem o Tiririca deveria ser presidente da camara dos deputados.
 
Geovane Blanco em 17/02/2011 03:29:53
e para que se a assembléia só vota comendas e honras é indiferente para nós não faz diferença nenhuma
 
adailton de arruda carvalho em 17/02/2011 02:57:30
Acho que o ônibus que faz o city tour oficial de Campo Grande, já poderia estar deixando de fazer alusão a Cidade do Natal. Não sei se é por falta de dinheiro, de vontade política, incompetência da secretaria responsável ou não ter outra opção. Uma sugestão é pintar o desenho do shopping ou de preto.
 
André Fry Dobes em 17/02/2011 02:22:36
AFINAL, QUAL O CRITÉRIO PARA A ESCOLHA DA CCJR, É UMA ESCOLHA DOS PARLAMENTARES OU DEVERIA SER PELO CRITÉRIO DE VOTOS, O DEPUTADO MARCOS TRAD FOI UM DOS MAIS VOTADOS, SEM CONTAR A CREDIBILIDADE NO PMDB QUE PELO QUE ESTAMOS ASSISTINDO AQUI DE FORA SÓ GANHA QUE É CUPINCHA DO SR GOVERNADOR...
 
JEANCARLO CORREIA em 17/02/2011 02:10:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions