A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/01/2009 22:41

Dívida deixada por Tetila faz Artuzi preparar dossiê

Redação

O prefeito de Dourados, Ari Artuzi (PDT), estima que o ex-prefeito Laerte Tetila (PT) tenha deixado R$ 40 milhões em dívidas para que ele pague. Para certificar-se da estimativa, Artuzi está realizando uma mini-auditoria nas contas da prefeitura e o dossiê dessa investigação deverá ser concluído em até 15 dias, sendo enviado em seguida ao Ministério Público.

De acordo com o pedetista, foi descoberto um rombo de R$ 11,6 milhões na folha de pagamento de dezembro, contudo, ontem foram pagos todos os salários de quem ganhava até R$ 1,5 mil. A previsão de Artuzi é que até dia 20 o resto dos salários já seja depositado em conta para quitar o débtido de R$ 1,4 milhão.

O baque nos pagamentos só não é maior que os R$ 14 milhões deixados em dívidas para fornecedores. Foram contabilizados por equipes da mini-auditoria que só o rombo em energia elétrica atinge R$ 11 milhões, enquanto R$ 4 milhões são resultantes de dívidas com serviços gerais.

As dívidas trabalhistas somam R$ 1,3 milhão para as pessoas que trabalhavam na administração do petista e que tiveram de ser demitidas por Artuzi, quando assumiu a prefeitura.

Por causa desse baque financeiro, a prefeitura de Dourados foi obrigada a cancelar todos os contratos para rever tudo o que foi feito na administração de Tetila. Somente vigoram os contratos de saúde e do lixo.

Artuzi destaca que está chamando credor por credor para tentar renegociar as dívidas e priorizará o pagamento àqueles que oferecerem descontos consideráveis e estiverem propensos a negociações. Desolado, o prefeito salienta ainda que "não esperava ter assumido a prefeitura com tantos carros quebrados e aluguéis vencidos".

E para desafogar a crise instalada no começo do mandato, o prefeito está aglomerando as secretarias em prédios menores. Ele frisa que conseguiu até agora desocupar vários prédios, resultando em economia de aluguel.

A Secretaria Municipal de Educação está instalada no antigo prédio da prefeitura, já a Secretaria de Ação Social que funcionava no prédio da antiga prefeitura agora ocupa lugar na prefeitura atual, bem como o departamento de comunicação que no momento está distribuído em três salas da prefeitura nova.Com as novas mudanças a previsão é de que a prefeitura economize R$ 25 mil mensais.

O prefeito Ari Artuzi prestigiou hoje a posse do prefeito de Terenos, Beto Pereira (PMDB), à presidência da Assomasul (Associação de Municípios de Mato Grosso do Sul).

Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions